03 Dezembro 2021, 00:53

Gaia está fora da corrida a Capital Europeia da Juventude 2024

mundoatual AdministratorKeymaster

A candidatura de Vila Nova de Gaia, a única portuguesa e ibérica, a Capital Europeia da Juventude em 2024 não passou à fase seguinte e está, assim, fora do lote das quatro cidades finalistas.

Após conhecer a decisão, o vereador Elísio Pinto garantiu, ao Mundo Atual, que “não é uma decisão do Fórum Europeu da Juventude que nos atira para o chão”.

 

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



“Estamos muito familiarizados para sermos um concelho de referência e amigos da juventude. Vamos continuar a afirmar essas políticas e estamos com essa determinação porque os jovens assim o pretendem. A decisão deu-nos ainda muito mais energia para continuarmos e sabemos que este é o nosso caminho”, defendeu.

“As Câmaras que passaram à fase seguinte deixam muito a desejar, mas isso é a nossa avaliação”, acrescentou ainda.

Elísio Pinto explicou que estão “a avaliar os documentos enviados”, na tentativa de perceber o que falhou e deixou claro que Gaia vai continuar a desenvolver atividades que capacitem os jovens, revelando mesmo que a decisão de elaborar uma nova candidatura será debatida junto do presidente da autarquia, Eduardo Vítor Rodrigues.

O júri constituído por representantes de entidades internacionais e europeias, membros da sociedade civil e representantes dos jovens a nível local e regional e jornalistas, determinou que Chisinau (Moldávia), Ghent (Bélgica), Lviv (Ucrânia), e Vesprem (Hungria) são as quatro cidades que vão ter uma última oportunidade para defender os seus projetos na final.

Na corrida a Capital Europeia da Juventude em 2024, inicialmente, estavam: Batumi (Geórgia), Chisinau (Moldávia), Ghent e La Louviere (Bélgica), Istres (França), Lublin (Polónia), Lviv (Ucrânia), bem como Szekesfehervar e Vesprem (Hungria).

A organização refere, em comunicado, que recebeu “candidaturas impressionantes” das cidades não selecionadas e que cada uma delas receberá um feedback sobre a sua prestação no Fórum Europeu da Juventude.

Sem comentários

deixar um comentário