18 Setembro 2022, 09:01

Giro: Koen Bouwman vence pela segunda vez, Carapaz segue líder após 19.ª etapa

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O ciclista neerlandês Koen Bouwman (Jumbo-Visma) venceu hoje pela segunda vez na 105.ª edição da Volta a Itália, triunfando na 19.ª etapa em que o equatoriano Richard Carapaz (INEOS) segurou a liderança da geral.

Bouwman, que já tinha vencido a sétima etapa e praticamente garantiu o triunfo na classificação da montanha, cumpriu os 178 quilómetros entre Marano Lagunare e o Santuário de Castelmonte em 4:32.55 horas, batendo sobre a meta o suíço Mauro Schmid (QuickStep-Alpha Vinyl), segundo, e por três segundos o italiano Alessandro Toneli (Bardiani-CSF-Faizanè), terceiro.

Nas contas da geral, os três primeiros chegaram juntos, a 3.56 minutos, e Carapaz mantém três segundos de vantagem para o australiano Jai Hindley (BORA-hansgrohe), segundo, e 1.05 minutos para o espanhol Mikel Landa (Bahrain Victorious), terceiro.

No sábado, a 20.ª e penúltima etapa liga Belluno a Marmolada em 168 quilómetros, com mais de 4.700 metros de acumulado de subida e o Passo Fedaia no traçado, com chegada em alto.

Sem comentários

deixar um comentário