27 Setembro 2021, 22:38

Governo guineense lança nova gama de passaportes

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bissau, 04 jun 2021 (Lusa) – A ministra dos Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau, Suzi Barbosa, apresentou hoje quatro novas gamas de passaportes que disse serem “dos mais seguros do mundo” e com os quais espera abrir portas ao país.


Os novos passaportes são ordinários (para cidadão comum), de serviço (para funcionários públicos), diplomáticos e especiais, assinalou Barbosa, que pede rigor e cumprimento da lei na atribuição dos documentos.


Os passaportes são designados da CEDEAO (Comunidade Económica de Estados da África Ocidental).


Até aqui a Guiné-Bissau emitia os passaportes ordinário, de serviço e diplomático, mas a partir de agora passa a ter passaportes especiais.


As novas gamas de passaportes começam a ser emitidos na próxima segunda-feira e terão 32 páginas.


A ministra dos Negócios Estrangeiros guineense avisou que será “rigorosa no cumprimento da lei da atribuição de passaportes” e exortou aos técnicos do seu ministério a seguirem o exemplo.


“Há orientações superiores para só se atribuir passaporte de serviço, diplomático ou especial a quem realmente a lei determina”, exortou.


Suzi Barbosa afirmou que os novos passaportes da CEDEAO que a Guiné-Bissau adota “são dos mais seguros do mundo” e poderão permitir a que os seus titulares, cidadãos guineenses, não tenham dificuldades na obtenção de vistos para outros países.


A ministra explicou que as antigas gamas de passaportes em circulação “são seguras e válidas”, embora não cumpram com todos os requisitos de segurança exigidos no quadro da CEDEAO, daí a razão de o Governo guineense decidir pela introdução de “mais elementos de segurança” nos novos documentos.


A adequação dos passaportes de Estados-membros é uma das exigências da CEDEAO, frisou Suzi Barbosa, salientando que os passaportes em circulação na Guiné-Bissau sofreram modificações em 2015 embora estejam em uso desde 2013.


A chefe da diplomacia guineense afirma que a nova gama de passaportes permitirá maior segurança e fiabilidade dos documentos do país o que vai trazer maior mobilidade de cidadãos no espaço CEDEAO e no mundo.


Suzi Barbosa disse ainda que os novos passaportes vão permitir à Guiné-Bissau assinar acordos de isenções de vistos para vários espaços comunitários, nomeadamente com a União Europeia.



MB // JH


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário