08 Setembro 2022, 13:51

Greve parcial da Transtejo de nove dias teve adesão diária entre os 8% e 50% – empresa

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 19 ago 2022 (Lusa) — A greve parcial dos trabalhadores da Transtejo, que decorreu entre os dias 08 e 12 e 16 e 19 de agosto, teve uma adesão diária que variou entre os 8% e os 50%, adiantou hoje à Lusa a empresa.


Entre 08 e 12 de agosto, o dia com menor adesão à greve parcial foi 09 de agosto (8%), enquanto dia 12 de agosto registou-se uma adesão de 50%, segundo dados divulgados pela Transtejo.


Nos restantes dias, em 08 de agosto registou-se uma adesão de 16%, em 10 de agosto de 24% e 11 de agosto de 11%.


Na semana entre 16 e 19 de agosto, a adesão diária dos trabalhadores variou entre 9% (17 de agosto) e 25% (18 de agosto).


Em 16 de agosto registou-se uma adesão de 20%, enquanto em 19 de agosto, no último dia da greve parcial, a adesão foi de 16%.


A agência Lusa procurou obter dados sobre a adesão à greve junto do sindicato, mas até ao momento não obteve resposta.


Entre os dias 08 e 12 e 16 e 19 deste mês os trabalhadores estiveram em greve parcial em cada turno de serviço, o que levou à supressão de carreiras em períodos de maior movimento.


Segundo a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), os trabalhadores realizaram greves parciais em cada turno de serviço, “pelo facto de a administração/Governo não ter iniciado um efectivo processo de negociação, de modo a discutir as reivindicações sindicais, das quais, além da valorização salarial, consta a melhoria do serviço público”.


A Transtejo é responsável pela ligação do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão a Lisboa, enquanto a Soflusa faz a travessia entre o Barreiro e o Terreiro do Paço, em Lisboa, sendo esta a única ligação sem constrangimentos previstos.



DMC (GC) // MDR


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário