03 Dezembro 2021, 00:07

Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe reforçam relações de cooperação em visita histórica

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bissau, 19 mai 2021 (Lusa) – A Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe reforçaram hoje a cooperação entre os dois países, com a assinatura de três acordos, no primeiro dia de visita oficial do Presidente são-tomense, Evaristo Carvalho, a Bissau.


“Esta visita é um marco histórico que servirá para reforçar as relações de amizade e cooperação entre os nossos dois países e povos irmãos”, afirmou o Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, na declaração que fez em conjunto com o seu homólogo são-tomense à imprensa.


O primeiro dia da visita oficial de Evaristo Carvalho a Bissau começou com um encontro com Umaro Sissoco Embaló no Palácio da Presidência, em Bissau, onde centenas de pessoas o esperavam para o saudar, estando para hoje ainda previsto um jantar.


“Com esta visita iniciamos uma nova etapa na aproximação que queremos cada vez mais forte. Temos na Guiné-Bissau e em São Tomé e Príncipe grandes potencialidades que podemos explorar no quadro bilateral, tal como a nível dos PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) e CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa)”, disse.


Antes da declaração conjunta, as ministras dos Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau, Suzi Barbosa, e de São Tomé e Príncipe, Edite Jua, assinaram dois acordos de cooperação no domínio diplomático e consular, e a cidade de Bolama assinou um acordo de geminação com a cidade do Príncipe.


Umaro Sissoco Embaló convidou também as empresas e investidores são-tomenses a explorarem as suas possibilidades na Guiné-Bissau.


O Presidente de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, disse estar convicto que as relações entre os dois países “vão conhecer novos dias”.


“Estou certo de que as nossas relações vão sair fortalecidas e haverá de facto ações concretas para estreitar relações entre os nossos dois povos, países e estados. Confirmo a minha vontade de o ver em São Tomé muito brevemente. Será um momento também histórico”, disse Evaristo Carvalho.


Na quinta-feira, o programa da visita oficial do chefe de Estado são-tomense inclui a deposição de uma coroa de flores no mausoléu de Amílcar Cabral na Fortaleza da Amura, uma visita à Assembleia Nacional Popular e um encontro com o primeiro-ministro guineense, Nuno Gomes Nabiam.


A seguir Evaristo Carvalho desloca-se em visita privada ao arquipélago dos Bijagós, tendo também previsto um jantar privado na sexta-feira com Umaro Sissoco Embaló.



MSE // VM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário