27 Setembro 2021, 23:17

Hóquei em Patins: FC Porto volta a derrotar Benfica na Luz e leva decisão para o Dragão

©FC Porto
Mundo Atual AdministratorKeymaster

O FC Porto venceu o Benfica, na Luz, por 6-3 e empatou a eliminatória da meia-final para 2-2, obrigando à disputa do jogo 5, no Pavilhão Dragão Arena. Recordamos que o Benfica esteve em vantagem na eliminatória por 2-0.



O FC Porto entrou melhor na partida e Gonçalo Alves inaugurou o marcador aos dois minutos. O Benfica respondeu por Sergi Aragonés, mas Rafa recolocou os ‘dragões’ na frente. O Benfica voltou a empatar por Carlos Nicolia, mas Carlo Di Benedetto levou os portistas a vencer para o intervalo.

Na segunda parte, o Benfica recolocou a igualdade no marcador através de Lucas Ordoñez, aos 35 minutos, mas nos instantes finais a equipa ‘azul e branca’ selou o triunfo com golos de Gonçalo Alves (2) e Carlo Di Benedetto, fechando o resultado em 6-3.

Ao contrário do que aconteceu no primeiro jogo na Luz, há poucos dias, desta feita o FC Porto entrou melhor no jogo e Gonçalo Alves colocou os ‘dragões’ na frente logo aos dois minutos, numa jogada individual em que iludiu Gonçalo Pinto e bateu Pedro Henriques.

Nos minutos seguintes, grandes intervenções de Malián e Pedro Henriques impediram novos festejos, mas o empate para o Benfica acabaria por surgir aos seis minutos, por Sergi Aragonés. O jogador do Benfica, que tinha entrado para substituir o lesionado Valter Neves, recuperou a bola em zona central e rematou em jeito para o 1-1.

Num jogo de ritmo vivo, o FC Porto voltou à liderança pouco depois, num lance de dois para um que Rafa concluiu com êxito.

A meio da primeira parte, uma defesa espetacular de Pedro Henriques num livre de Gonçalo Alves impediu o 3-1. Melhor esteve Nicolia, do lado ‘encarnado’, também em lance de livre direto.

O FC Porto foi a primeira equipa a atingir as 10 faltas, a equipa de arbitragem assinalou o livre direto e o argentino fez o empate a dois, vendo Malián defender o primeiro remate, mas aproveitando a recarga para faturar.

Uma vez mais, os ‘dragões’ não abanaram e voltaram à vantagem poucos segundos depois, num lance em que Cocco passou por trás da baliza ‘encarnada’ e serviu Carlo Di Benedetto para o 3-2, resultado com que se atingiu o intervalo.

A segunda parte recomeçou com um golo anulado ao Benfica. O lance é precedido de falta na área portistas, mas ainda se festejou na Luz. Contudo, aos 35 minutos, Ordoñez marcou mesmo, mais uma vez na marcação de um livre direto a castigar a décima quinta falta ‘azul e branca’.

Nos minutos seguintes, Carlo Di Benedetto falhou um livre direto para o FC Porto, do lado contrário Ordoñez falhou um penálti, mas no lance de bola parada seguinte Gonçalo Alves foi mais forte do que Pedro Henriques e recolocou o FC Porto em vantagem. Pela primeira vez, o internacional português conseguiu enganar o guarda-redes do Benfica e fez o 4-3 para os ‘dragões’.

Já dentro do minuto final, e numa altura em que o Benfica jogava sem guarda-redes, o FC Porto recuperou a bola e Carlo Di Benedetto fez o 5-3.

Num lance em tudo semelhante, Gonçalo Alves castigou ainda mais o Benfica e fez o 6-3 final para o FC Porto, resultado que permite aos portistas igualar a meia-final e levar a partida decisiva para o Dragão Caixa.

 

FICHA DO JOGO

Jogo no Pavilhão Fidelidade do Estádio da Luz, em Lisboa.

Benfica – FC Porto, 3-6.

Ao intervalo: 2-3.

Marcadores:

0-1, Gonçalo Alves, 02 minutos.

1-1, Sergi Aragonés, 06.

1-2, Rafa, 09.

2-2, Carlos Nicolia, 23.

2-3, Carlo Di Benedetto, 24.

3-3, Lucas Ordoñez, 35.

3-4, Gonçalo Alves, 42.

3-5, Carlo Di Benedetto, 49.

3-6, Gonçalo Alves, 49.

Sob arbitragem de Pedro Figueiredo e Rui Torres, as equipas alinharam:

– Benfica: Pedro Henriques, Valter Neves, Diogo Rafael, Gonçalo Pinto e Lucas Ordoñez. Jogaram ainda Edu Lamas, Carlos Nicolia, Sergi Aragonés e Danilo Rampulla.

Treinador: Alejandro Dominguez.

– FC Porto: Xavier Malián, Rafa, Xavier Barroso, Reinaldo Garcia e Gonçalo Alves. Jogaram ainda Giulio Cocco, Tomás Mena, Poka e Carlo Di Benedetto.

Treinador: Guillem Cabestany.

Ação disciplinar: Cartão azul para Sergi Aragonés e Carlos Nicolia.

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Sem comentários

deixar um comentário