18 Janeiro 2022, 08:00

Hospital de Gaia processa utente que agrediu médica na última madrugada

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

A administração do Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho apresentou, hoje, queixa ao Ministério Público de uma mulher com cerca de 51 anos, que na última madrugada agrediu uma médica nas urgências daquele hospital, referiu fonte hospitalar.

A participação, também confirmada pela PSP do Porto, decorreu do facto de uma mulher a aguardar para ser atendida ter, “após uma troca de palavras cerca das 04h00, com uma médica, agredido a mesma”, acrescentou a fonte.

No ato da agressão, acrescentou a fonte, a utente “utilizou as agulhas de crochê que tinha mão” e que utilizara até então “para fazer crochê enquanto aguardava ser atendida”.

A fonte contou, ainda, que a mulher deu entrada no hospital “cerca da meia-noite e que lhe foi atribuída “uma pulseira verde”.

Em face da agressão foi chamado ao local o agente da PSP de serviço no hospital, para tomar conta da ocorrência, informação que serviu de base para a queixa entretanto apresentada.

A utente voltou, entretanto, às urgências daquele hospital, alegando estar sob “grande ansiedade”, tendo sido atendida, acrescentou a fonte, precisando que o hospital “não pode negar atendimento a ninguém”.

Sem comentários

deixar um comentário