07 Dezembro 2022, 03:44

Incêndio em Gaia dado como dominado

Filipa Júlio Administrator

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

Está dominado o incêndio que deflagrou num armazém de vestuário e que se propagou à loja de venda da de uma superfície comercial, em Pedroso, Gaia.

As chamas acabaram também por atingir uma empresa de material de construção civil.

O comandante interino dos Sapadores de Gaia, José Viana, informou que a superfície comercial e o armazém ficaram “totalmente destruídos”.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O responsável pelas operações de combate, que envolveu várias corporações de Gaia e as forças de segurança, confirmou que as explosões ouvidas foram provenientes da combustão de material pirotécnico e de garrafas de gás.

“Quando chegamos ao local, o edifício estava totalmente dominado pelas chamas e devido aos materiais altamente inflamáveis foi necessário adotar um combate defensivo”, referiu.

O incêndio terá começado no armazém de vestuário, estendo-se depois à loja aberta ao público, onde se encontravam três funcionárias e dois clientes, que conseguiram sair, sofrendo ferimentos ligeiros, devido à inalação de fumos.

O alerta foi dado para os Bombeiros Voluntários de Carvalhos cerca das 14h40.

Uma larga coluna de fumo negro, cheiro tóxico e explosões, como fogo de artifício, assustaram a população, mas de acordo com José Viana, e como foi possível observar, as casas nunca estiveram em perigo.

As operações de rescaldo continuam e a Nacional 1 continua cortada nos dois sentidos, na zona das Oliveirinhas, em Pedroso.

No combate ao incêndio estiveram os Bombeiros Voluntários de Carvalhos, Aguda, Coimbrões, Valadares e Sapadores de Gaia, Polícia Municipal de Gaia, GNR, INEM e VMER de Gaia.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário