04 Julho 2022, 06:11

INE divulga hoje Contas Nacionais Trimestrais de 2021

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 28 fev 2022 (Lusa) — O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga hoje as Contas Nacionais Trimestrais do quarto trimestre do ano passado, onde poderá confirmar ou rever o crescimento do PIB de 4,9% em 2021, conhecido em janeiro.


Nos dados mais detalhados que serão publicados hoje, o organismo de estatística poderá ainda confirmar ou rever a expansão homóloga do Produto Interno Bruto (PIB) de 5,8% no quarto trimestre de 2021 e de 1,6% em cadeia.


Na estimativa rápida publicada em 31 de janeiro, o INE indicava que a economia portuguesa registou em 2021 o crescimento mais elevado desde 1990, ao avançar 4,9%, uma décima acima do esperado pelo Governo na proposta do Orçamento do Estado para 2022, entregue em outubro.


“No conjunto do ano 2021, o PIB registou um crescimento de 4,9% em volume, o mais elevado desde 1990, após a diminuição histórica de 8,4% em 2020, na sequência dos efeitos marcadamente adversos da pandemia covid-19 na atividade económica”, referiu o INE.


A explicar a evolução está, segundo o INE, “um contributo positivo expressivo” da procura interna, depois “de ter sido significativamente negativo em 2020”, registando-se uma recuperação do consumo privado e do investimento.


Já o contributo da procura externa líquida foi “bastante menos negativo em 2021”, explica o organismo de estatística, detalhando que se registaram “crescimentos significativos” das importações e das exportações de bens e de serviços.


Os dados superaram quer as estimativas do Governo, quer das principais instituições nacionais e internacionais. As mais otimistas eram as do Banco de Portugal e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, que esperavam um crescimento de 4,8%, enquanto o Fundo Monetário Internacional, projetava uma expansão do PIB de 4,4%, a Comissão Europeia uma subida de 4,5% e o Conselho das Finanças Públicas de 4,7%.


O PIB em termos reais, registou uma variação homóloga de 4,2% no terceiro trimestre de 2021, enquanto no trimestre anterior, a variação homóloga do PIB tinha sido 16,1%. Em 2020, o PIB caiu 8,4%.



AAT // EA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário