17 Setembro 2021, 08:20

Instituto Nacional de Sangue angolano recebe diariamente mais de 30 solicitações

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Luanda, 14 jun 2021 (Lusa) — O Instituto Nacional de Sangue tem diariamente mais de 30 solicitações, que não consegue atender devido ao reduzido número de dadores, informaram hoje as autoridades sanitárias angolanas.


Segundo o secretário de Estado para a Área Hospitalar, Leonardo Europeu, que falava no âmbito do Dia Mundial do Dador de Sangue, que hoje se assinala, a maior parte das pessoas necessitadas de transfusões recebem sangue dos seus familiares.


O governante disse que a Organização Mundial de Saúde recomenda que se atinja a meta de 300.000 dadores voluntários por ano, apelando à sociedade para que doem sangue para garantir a sua existência contínua nas unidades sanitárias, reduzindo o tempo de espera “desta preciosa gota e melhorar o atendimento ao utente e à sua família”.


“Carecemos de 89% de dadores para que tenhamos as nossas reservas de sangue garantidas a nível do Instituto Nacional de Sangue”, referiu Leonardo Europeu.


A diretora do Instituto Nacional de Sangue, Deodeth Machado, informou que, de janeiro a maio deste ano, foram doados 40.782 bolsas de sangue, tendo sido os principais dadores como habitualmente ocorre familiares dos doentes.


“Estamos a braços com um surto de anemia em consequência da malária e nós muitas vezes não conseguimos atender imediatamente as situações, infelizmente, a ciência ainda não conseguiu produzir algo que se assemelha ao sangue”, disse Deodeth Machado.



NME // LFS


Lusa/Fim

Tags

Sem comentários

deixar um comentário