03 Fevereiro 2023, 18:58

Intercetadas em Espanha mais cartas suspeitas dirigidas a representações da Ucrânia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Madrid, 05 dez 2022 (Lusa) — A empresa de correios de Espanha detetou hoje três envelopes suspeitos em que foram introduzidos olhos de animais, endereçados à embaixada da Ucrânia em Madrid e aos consulados do país em Málaga e Barcelona, revelaram fontes policiais.


Os envelopes foram detetados esta manhã pelos sistemas de segurança da empresa, que comunicaram o facto à Polícia Nacional.


Os agentes da autoridade excluíram a presença de substâncias explosivas ou deflagrantes e verificaram que os envelopes continham olhos de animais.


Algumas características dos envelopes são semelhantes ao recebido na passada sexta-feira na embaixada ucraniana em Madrid e aos recebidos noutras embaixadas e consulados daquele país em diferentes partes da Europa, segundo as fontes policiais citadas pela agência espanhola EFE.


Após o sucedido na sexta-feira, a Polícia Nacional transmitiu aos correios os detalhes do envelope, o que ajudou às interceções feitas hoje.


Também em Portugal, a embaixada da Ucrânia em Lisboa recebeu hoje à tarde dois envelopes suspeitos e chamou a PSP, que se deslocou ao local com meios da Unidade Especial de Polícia, disse à Lusa fonte policial.


A embaixada da Ucrânia em Lisboa confirmou à Lusa que chamou a Polícia de Segurança Pública depois de ter identificado “correspondência suspeita”.


Estes episódios ocorrem depois de em Espanha terem sido enviadas seis cartas armadilhadas, a primeira das quais a 24 de novembro para o Palácio da Moncloa (sede do Governo espanhol) e dirigida ao primeiro-ministro, Pedro Sánchez.


Outras foram recebidas, na quarta-feira, pela embaixada da Ucrânia em Madrid e pela dos Estados Unidos na quinta-feira.


Cartas armadilhadas foram igualmente enviadas para o Ministério da Defesa espanhol, o Centro de Satélites da base aérea de Torrejón de Ardoz (Madrid) e a empresa de armas Instalaza, em Saragoça.


Só um destes pacotes armadilhados causou um ferido ligeiro, quando um trabalhador da embaixada da Ucrânia abriu o envelope e sofreu ferimentos nas mãos.


Fontes fiscais indicaram este fim de semana que os seis envelopes vieram de Valladolid e do mesmo autor, embora até ao momento não tenha sido identificado.


O ministro da Administração Interna espanhol recomendou na sexta-feira à Comissão Europeia e países parceiros que tomem medidas caso recebam cartas armadilhadas semelhantes às enviadas a várias entidades em Espanha, admitindo que podem estar relacionadas com a guerra na Ucrânia.



ANP (CMP/PDF/PMC) // APN


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário