11 Agosto 2022, 09:44

Inundações obrigam à retirada de mais de 30 mil pessoas na região de Sydney

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



As autoridades australianas ordenaram hoje a mais de 30 mil pessoas em Sydney para abandonarem as residências, na sequência de inundações causadas por fortes chuvas desde o fim de semana.

A ordem de evacuação afeta várias áreas na parte ocidental de Sidney, onde os níveis dos rios Hawkesbury, Nepean e Colo continuam a subir.

As inundações devastadoras deixaram algumas comunidades isoladas.

“Para muitas comunidades, esta é mais uma inundação em menos de 18 meses. Algumas das imagens são realmente desoladoras: as casas das pessoas, as suas vidas viradas de cabeça para baixo novamente, e os seus meios de subsistência muito afetados”, disse aos jornalistas o ministro da Recuperação das Cheias do governo regional de Nova Gales do Sul, Steph Cook.

Na sequência das fortes chuvas, que deverão continuar durante toda a semana ao longo da costa da Nova Gales do Sul, as autoridades australianas destacaram cerca de 100 soldados para ajudar nos esforços de contenção e evacuação dos rios.

Em março, várias áreas da Nova Gales do Sul, incluindo Sidney ocidental e Lismore, a cerca de 600 quilómetros a norte da cidade, foram atingidas por inundações devastadoras, que causaram 20 mortos e danos materiais elevados.

Sem comentários

deixar um comentário