29 Junho 2022, 23:19

IPMA prolonga avisos de mau tempo nos Açores até segunda-feira

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Ponta Delgada, Açores, 08 abr 2022 (Lusa) — O Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) prolongou até segunda-feira os avisos amarelos e laranja decretados para os Açores, que começam hoje devido à precipitação, agitação marítima e vento em todo o arquipélago.


Nas ilhas do grupo Ocidental (Flores e Corvo), o aviso laranja de vento forte está previsto para o período entre as 15:00 locais (16:00 em Lisboa) e as 21:00 de hoje, vigorando no mesmo nível para a agitação marítima entre as 00:00 e as 18:00 de domingo.


Quanto ao aviso laranja para as ilhas do grupo Central (Faial, Terceira, São Jorge, Pico e Graciosa), diz respeito ao vento e abrange o período entre as 18:00 de hoje e as 03:00 de sábado.


Nestas ilhas do grupo Central, há ainda aviso Amarelo para agitação marítima entre as 00:00 de domingo e as 00:00 de segunda-feira.


Há também outro aviso amarelo, para vento, entre as 15:00 e as 18:00 de hoje e entre as 03:00 e as 06:00 de sábado.


Devido à chuva por vezes forte, estas cinco ilhas estão também sob aviso amarelo entre as 18:00 de hoje e as 09:00 de domingo.


No grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria, há avisos amarelos para “precipitação por vezes forte”, entre as 03:00 de sábado e as 00:00 de domingo.


O IPMA colocou também estas ilhas sob aviso amarelo devido ao vento, entre as 00:00 e as 09:00 de sábado, e à agitação marítima, entre as 06:00 de domingo e as 00.00 de segunda-feira.


Além dos alertas laranja, o grupo Ocidental vai estar sob aviso amarelo devido à chuva forte entre as 15:00 de hoje e as 00:00 de domingo.


O vento forte deixa as ilhas das Flores e do Corvo sob aviso Amarelo entre as 12:00 e as 15:00 de hoje, e entre as 18:00 de hoje e as 00:00 de domingo.


Devido à agitação marítima, o IPMA colocou estas ilhas sob aviso amarelo entre as 15:00 de hoje e as 00:00 de domingo, e entre as 18:00 de domingo e as 00:00 de segunda-feira.



ACG // MCL


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário