06 Agosto 2021, 02:06

João Almeida: “Acho que consigo fazer um bom resultado e, quem sabe, ganhar”

Susana Faria AdministratorKeymaster

O ciclista João Almeida (Deceuninck-QuickStep) inicia hoje a participação nos Nacionais de ciclismo de estrada, em Castelo Branco, com um contrarrelógio.

Almeida que é um dos grandes candidatos ao pódio, revelou, em declarações ao Mundo Atual, que não se preparou para o Campeonato Nacional, uma vez que terminou o Giro de Itália há muito pouco tempo e garantiu que, apesar disso, vai encarar a corrida “de forma tranquila” e tentar sempre dar o seu “melhor”.

A presença de João Almeida não era certa, dado que “o plano era apertado” devido a muitos dos compromissos profissionais do ciclista, mas o objetivo é claro, sair de Castelo Branco com “um bom resultado”.



“Só muito recentemente é que nos passaram o plano final e tive a confirmação que iria participar. Terminei há  pouco tempo o Giro e não tive capacidade para fazer uma preparação total para os Nacionais. A minha forma é boa e acho que consigo fazer um bom resultado e, quem sabe, ganhar”, afirmou João Almeida.

Os Nacionais arrancam hoje em Vila Velha de Ródão, com os vários contrarrelógios que só terminam às 13 horas.

Os percursos do contrarrelógio são essencialmente planos, com alguns topos que poderão ajudar a marcar diferenças, com o traçado da elite masculina e sub-23 a contar com 30,5 quilómetros de distância.

Amanhã vai decorrer a prova de fundo do pelotão feminino, entre elite, sub-23, juniores, cadetes e veteranas, de manhã, a partir das 10 horas, seguindo-se a corrida dos masculinos sub-23, às 14h30.

No domingo arranca o paraciclismo, pelas 9 horas, com a partida da elite masculina marcada para duas horas e meia depois (11h30), encerrando o programa.

Além de João Almeida, o pelotão conta com nomes como Nélson Oliveira (Movistar), André Carvalho (Cofidis), José Gonçalves (Delko) e Rui Oliveira (UAE Emirates).

Os Nacionais vão decidir os sucessores de Rui Costa (fundo de elite masculina), Ivo Oliveira (contrarrelógio de elite masculino), Melissa Maia (fundo de elite feminina) e Raquel Queirós (contrarrelógio de elite feminino).

deixar um comentário