25 Janeiro 2023, 01:46

João Almeida quinto na terceira etapa da Volta à Catalunha ganha por Ben O’Connor

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O ciclista português João Almeida (UAE Emirates) foi hoje quinto classificado na terceira etapa da Volta à Catalunha, subindo a nono na geral, que tem agora como líder o vencedor da tirada, o australiano Ben O’Connor (AG2R Citroën).

O’Connor, de 26 anos, cumpriu os 161,1 quilómetros entre Perpignan, França, e La Molina em 4:12.51 horas, seis segundos à frente de um grupo de favoritos em que o espanhol Juan Ayuso (UAE Emirates) foi segundo e o colombiano Nairo Quintana (Arkéa Samsic) terceiro.

O australiano, quarto na Volta a França de 2021, somou o primeiro triunfo este ano com um ataque nos últimos 7,5 quilómetros, conseguindo segurar a vantagem para o grupo de favoritos.

O português João Almeida procurou distanciar-se dos rivais pela vitória final, nos últimos metros, e acabou por cortar a meta em quinto, o que lhe valeu um salto para nono na geral, a 16 segundos do novo líder e com a mesma diferença temporal do quarto.

Juan Ayuso subiu a segundo, a 10 segundos de O’Connor, e Quintana é terceiro, a 12, após um dia de alta montanha que começou a provocar diferenças nos candidatos.

O dia voltou a ficar marcado por desistências de monta, como do neerlandês Tom Dumoulin (Jumbo-Visma), o australiano Michael Matthews (BikeExchange-Jayco), antigo líder da geral, e do italiano Fausto Masnada (QuickStep-Alpha Vinyl), enquanto o polaco Michal Kwiatkowski (INEOS) nem sequer começou a etapa, num momento ‘estranho’ em que doenças têm assolado o pelotão mundial.

Os outros dois portugueses em prova, também da UAE Emirates, cortaram a meta fora do top 100, com Rui Costa em 106.º e Ivo Oliveira em 148.º, após a missão de apoio ao chefe de fila, Almeida, e ao trunfo Ayuso.

Amanhã, a quarta de sete etapas liga La Seu d’Urgell a Boi Taüll, em 166,7 quilómetros com três contagens de montanha de primeira categoria, a última até à meta, uma ascensão de 13 quilómetros a uma média de inclinação positiva de 06%.

Sem comentários

deixar um comentário