16 Agosto 2022, 13:41

Jogos do Mediterrâneo: Rafaela Azevedo ‘salva’ dia da natação portuguesa

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Oran, Argélia, 03 jul 2022 (Lusa) — A nadadora portuguesa Rafaela Azevedo mostrou-se hoje feliz por vencer o bronze nos 50 metros costas dos Jogos do Mediterrâneo Oran2022, num dia em que Gabriel Lopes perdeu o pódio por pouco e a estafeta masculina foi sexta.


“É bom conseguir uma medalha numa prova internacional, sempre. Acho que estávamos todas perto, era ver quem chegava primeiro”, resumiu a jovem de 20 anos, do Sport Algés e Dafundo.


A jovem nadou a final em 28,86 segundos, garantindo a terceira medalha do dia para Portugal na Argélia.


Na piscina do Complexo Olímpico de Oran, ficou atrás da sérvia Nina Stanisavjlevic, vencedora com um tempo de 28,59, e da grega Anana Ntountounaki (28,68), terceira.


Foi a terceira — e última — medalha do dia, depois da prata de Maria Inês Barros no fosso olímpico do tiro com armas de caça e do bronze de Lorène Bazolo nos 200 metros, a quinta da natação e a 21.ª de toda a missão.


Já tinha feito um bom tempo nas eliminatórias, “mas a chegada não tinha sido muito boa”.


“Consegui acertar a chegada, e por isso melhorei o tempo. Foi positivo”, explicou Rafaela Azevedo.


Grande parte das expectativas de hoje recaíam sobre Gabriel Lopes, depois do segundo melhor tempo nas eliminatórias dos 200 estilos, mas na final o tempo de 2.00,28 minutos ‘só’ chegou para o quarto lugar, numa final com dois ouros, para o argelino Jaouad Syoud e para o grego Andreas Vazaios, igualados nos 1.58,83.


Já depois de a estafeta 4×200 livres feminina (Francisca Martins, Tamila Holub, Mariana Cunha e Camila Rebelo) ser sétima e última, os masculinos nadaram os 4×100 metros, com Miguel Nascimento, Diogo Ribeiro, Francisco Santos e João Costa a fazerem o sexto melhor registo.


Nos 50 costas masculinos, João Costa foi sétimo, com 25,62 segundos de marca.


As competições de natação terminam na segunda-feira em Oran2022, com mais portugueses em ação, entre eles o multimedalhado Diogo Ribeiro.


Portugal tem agora 21 medalhas na prova, somando os ouros de Leandro Ramos, João Coelho, Cátia Azevedo, Diogo Ribeiro, Camila Rebelo e Rafael Reis, à prata de Maria Inês Barros, Ana Catarina Monteiro, Diogo Ribeiro, Daniela Campos, Jieni Shao, Lorène Bazolo, Liliana Cá e da equipa masculina de ténis de mesa, e os bronzes de Rafaela Azevedo, Lorène Bazolo, Evelise Veiga, Filipa Martins, Tiago Pereira, João Geraldo e da equipa feminina do ténis de mesa.


Os Jogos do Mediterrâneo Oran2022 arrancaram em 25 de junho e decorrem até quarta-feira, com mais de três mil atletas de 26 países diferentes, incluindo 159 portugueses em 20 disciplinas.


 


*** A Lusa viajou a convite do COP ***


 


SIF // JP


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário