26 Janeiro 2022, 19:44

Kong Guoping abandona cargo de selecionador português de ténis de mesa

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Redação, 04 jan 2022 (Lusa) — O chinês Kong Guoping deixou de ser o selecionador português de ténis de mesa, cargo que ocupava desde 2015, depois de ter terminado o seu contrato, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Ténis de Mesa (FPTM), em comunicado.


“Kong Guoping, responsável pelas seleções nacionais seniores masculinas desde agosto de 2015, terminou o vínculo contratual com a FPTM. Durante os seis anos em que esteve à frente da seleção masculina, Kong Guoping alcançou um currículo invejável”, lê-se no comunicado do organismo.


Com Guoping, que antes de chegar à seleção nacional passou mais de uma década no Mirandela, Portugal marcou presença em dois Jogos Olímpicos (Rio2016 e Tóquio2020), foi duas vezes vice-campeão europeu, em 2017 e 2019, e alcançou um quinto lugar no Mundial de 2016.


A nível individual, Marcos Freitas obteve uma medalha de prata (2015) e outra de bronze (2020) em Campeonatos da Europa, tendo João Geraldo e Tiago Apolónia, em 2016, e João Monteiro e Tiago Apolónia em 2020, alcançado a medalha de bronze em pares masculinos.


“A FPTM agradece a Kong Guoping o seu inestimável contributo para o engrandecimento do ténis de mesa português e a sua inexcedível colaboração e apoio prestados à instituição e a todos os atletas da seleção nacional”, acrescenta o comunicado.


O técnico chinês sucedeu em 2015 a Pedro Rufino, que levou a seleção lusa ao título europeu de equipas, em 2014, no torneio que decorreu em Lisboa.



LG // VR


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário