08 Setembro 2022, 21:55

LC: “Benfica tem superioridade técnica, mas nós temos coração” – Mircea Lucescu

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O treinador do Dinamo Kiev exaltou hoje o “coração” da equipa que lidera face à “superioridade técnica” do Benfica, que defronta quarta-feira, na primeira mão do ‘play off’ da Liga dos Campeões de futebol.

“Têm favoritismo e superioridade técnica, mas nós temos coração”, declarou o romeno Mircea Lucescu, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo, em que os ucranianos jogam em casa ’emprestada’, na cidade polaca de Lodz, dada a guerra na Ucrânia.

O experiente técnico elogiou os ‘encarnados’ ao longo de toda a conversa com os jornalistas, destacando o plantel às ordens de Roger Schmidt como “uma equipa muito boa”, com a qual disputarão um jogo “muito importante”.

“Fizeram boas transferências, como Enzo [Fernández], Florentino [que regressou de empréstimo] e Neres, que treinei no Shakhtar. Aumentaram o seu valor e jogam um futebol espetacular”, salientou.

Quanto à sua equipa, agradeceu-lhes o empenho mesmo em “condições incomparáveis”, descrevendo viagens de hora e meia de Lodz até ao campo de treinos, partilhado com um grupo de crianças, além de os jogadores “viverem em hotel, longe das famílias”, com um conflito militar movido pela Rússia em curso no seu país, o que levou muitos a saírem do clube.

“Queremos compensar as ausências com outros jogadores, com trabalho. Será um jogo muito difícil, mas estamos preparados”, admitiu.

Lucescu referiu-se ainda ao ucraniano Roman Yaremchuk, antigo jogador do Dinamo e atual ponta de lança das ‘águias’, que continuará “a ser muito importante para o clube e para a seleção”, lembrando que no Benfica isso acontecerá “quer Gonçalo Ramos saia ou não”.

Antes, o médio Oleksandr Andriyevskyi agradeceu “o apoio do povo polaco” por terem feito o plantel do Dinamo “sentir-se em casa em Lodz”.

“Vamos jogar pelos heróis da Ucrânia, pelo povo ucraniano, mas também pelos polacos que nos apoiam”, declarou.

Andriyevskyi lembrou ainda os embates anteriores das duas formações, precisamente na ‘Champions’, em 2021/22, e o ‘trabalho de casa’ que fizeram em conjunto com o treinador, cujas “indicações” terão de ser seguidas à risca, acrescentou.

A equipa comandada pelo experiente Mircea Lucescu chega a esta fase preliminar depois de eliminar os turcos do Fenerbahçe, de Jorge Jesus, e os austríacos do Sturm Graz, em ambos os casos ‘carimbando’ a passagem com recurso ao prolongamento.

Na segunda pré-eliminatória, os ucranianos empataram 0-0 em Lodz e venceram por 2-1 na Turquia, e na terceira pré-eliminatória triunfaram por 1-0 na primeira mão e por 2-1 na Áustria.

Benfica e Dinamo Kiev jogam na quarta-feira, a partir das 20:00 (hora de Lisboa), em Lodz, na primeira mão do ‘play-off’, enquanto o encontro da segunda mão está agendado para 23 de agosto, à mesma hora, no Estádio da Luz, em Lisboa.

Sem comentários

deixar um comentário