27 Setembro 2022, 17:41

Legislativas: MAI diz que entre 72 e 99% dos emigrantes receberam boletins de voto

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A ministra da Administração Interna, Francisca Van Dunem, afirmou hoje que entre 72 e 99% dos emigrantes receberam os boletins de voto relativos à repetição das legislativas no círculo da Europa.

No arranque do debate na Comissão Permanente da Assembleia da República, o deputado e secretário-geral do PSD, José Silvano, tinha afirmado que “milhares de emigrantes” não teriam recebido o boletim de voto e lamentado que o parlamento só esteja a discutir o tema depois da repetição do ato eleitoral.

“Os últimos dados que tenho apontam no sentido de que entre 72 e 99% receberam efetivamente os boletins de voto, temos uma percentagem muito elevada de pessoas que receberam os boletins de voto”, afirmou a ministra, admitindo que “nestas eleições e noutras pode haver falha nas entregas e nas respostas”, assegurando que o Governo irá indagar as razões pelas quais ocorreram.

A ministra da Administração Interna está hoje à Comissão Permanente da Assembleia da República, a pedido do PSD, para prestar esclarecimentos sobre o processo eleitoral dos emigrantes no círculo da Europa, que foi anulado e está a ser repetido, após o Tribunal Constitucional ter determinado a nulidade e repetição do ato eleitoral nas assembleias do círculo da Europa.

Mais de 157 mil votos dos eleitores do círculo da Europa, 80% do total, foram anulados após, durante a contagem, terem sido misturados votos válidos com inválidos, não acompanhados de cópia do documento de identificação, como exige a lei.

Sem comentários

deixar um comentário