06 Setembro 2022, 16:18

Legislativas: Rui Tavares promete trabalhar em equipa se for eleito deputado pelo Livre

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Oeiras, 12 dez 2021 (Lusa) — O cabeça de lista do Livre em Lisboa, Rui Tavares, prometeu hoje trabalhar em equipa com o partido caso seja eleito deputado nas próximas eleições, promovendo sempre os valores da entreajuda e do respeito mútuo na política.


Estas duas linhas de atuação foram assumidas pelo historiador e antigo eurodeputado no encerramento do XI Congresso do Livre, em Algés, no município de Oeiras, após o programa eleitoral deste partido para as legislativas de 30 de janeiro ter sido aprovado com 92% dos votos favoráveis.


“A todos os que estão nos segundos, terceiros e quartos lugares das nossas listas, tenho um segredo para vos contar: Vão ser todos eleitos. Uns porque serão mesmo eleitos, e outros serão eleitos porque, os que forem mesmo eleitos, representarão todos os outros”, afirmou o fundador do Livre.


Rui Tavares falou depois do Livre como “uma equipa”.


“Este é o compromisso em nome da lista pelo círculo de Lisboa, mas que é extensível a todas as outras. Contamos convosco para a equipa que contamos fazer a partir da nossa reentrada na Assembleia da República”, declarou, numa intervenção em que nunca se referiu diretamente a Joacine Katar Moreira, que foi eleita pelo Livre nas legislativas de 2019, mas que pouco tempo depois abandonou esta força política e passou à condição de deputada não inscrita.


Antes, Rui Tavares tinha falado sobre o valor da entreajuda, dizendo que o seu partido quer estar na política com os valores da “convivialidade, da urbanidade e do respeito mutuo”.


“Quando a política não tem isto, exclui aqueles que não têm vontade de participar numa atividade tão agressiva, despida de emoção e de afeto. Na política também se faz política com entreajuda. A entreajuda é uma ideia revolucionária”, defendeu.


O XI Congresso do Livre começou no sábado no auditório do IPMA (Instituto Português do Mar e da Atmosfera) de Algés, concelho de Oeiras, tendo como principal objetivo a apresentação de todos os candidatos às legislativas e a finalização do programa eleitoral do partido para as eleições de 30 de janeiro.


No processo de primárias para as legislativas, que decorreu até ao fim do mês de novembro, foram eleitos candidatos para 21 círculos eleitorais: Lisboa, Porto, Setúbal, Leiria, Viseu, Açores, Madeira, Aveiro, Beja, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Europa, Fora da Europa, Évora, Faro, Guarda, Portalegre, Santarém, Viana do Castelo e Vila Real.


O partido da papoila utiliza o método das primárias na escolha dos seus representantes em cargos de eleição externa, no qual qualquer cidadão pode inscrever-se para concorrer ou para votar, desde que assine a carta de princípios deste partido.


Em 2019, nas últimas eleições legislativas, o Livre conquistou pela primeira vez representação na Assembleia da República: a deputada Joacine Katar Moreira que, em fevereiro de 2020, passou à condição de deputada não inscrita, deixando de representar o partido depois de este lhe ter retirado a confiança política.


 


 


PMF (ARYL) // ACL


 


 


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário