06 Dezembro 2021, 23:41

Leilão para ajudar crianças carenciadas do Porto reúne peças de 50 personalidades

Mundo Atual AdministratorKeymaster

Um quadro de Álvaro Cunhal pintado na prisão e uma serigrafia do arquiteto Eduardo Souto Moura são algumas das ofertas de 50 personalidades e entidades para um leilão em curso destinado a ajudar crianças no Porto.

Promovido pela Ajudaris, Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) do Porto de caráter social e humanitário, o leilão, denominado “Personalidades com coração d’Ouro juntas por uma causa”, está a decorrer até ao dia 26, e a consulta das peças e a licitação pode ser feita em  www.ajudaris.org/ .

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A IPSS, lê-se no comunicado, “tem como missão combater a fome, a pobreza e as novas formas de exclusão social através de educação e capacitação em contexto informal, sem ajudas estatais”, estando a “desenvolver vários projetos de intervenção social, entre os quais o ‘SOS Fome’, que apoia crianças e famílias carenciadas, sinalizadas na sua maioria por escolas”.

“A pandemia trouxe novas necessidades de apoio de pessoas que nunca tinham vivido estes problemas, sendo que a associação, face ao número crescente de pedidos, não está a conseguir dar resposta”, explicou à Lusa a diretora Rosa Mendes.

No horizonte da associação, continuou a responsável, está a “tentativa de angariar, pelo menos, 10 mil euros, o que tornará possível ajudar, diariamente, até ao final do ano, mais 50 crianças”.

Até ao início da pandemia a Ajudaris auxiliava “diariamente, com a entrega de cabazes alimentares, cerca de 80 crianças do Porto”, um cenário que se agravou com a chegada da pandemia e que faz com que, através das escolas básicas da cidade, apoiem “atualmente 600 crianças, a quem semanalmente oferecem leite e iogurtes”, explicou.

“A isto, acresce a entrega de 110 cabazes semanais a famílias, mais os pedidos que nos chegam a nível nacional, como o de pedidos pontuais de óculos, tendo desde o início de 2021 apoiado 90 crianças”, relatou Rosa Mendes.

Os políticos Jerónimo de Sousa (PCP) e Marisa Matias (BE), o CEO da Altice, Alexandre Fonseca, o presidente do Automóvel Clube de Portugal, Carlos Barbosa, o artista César Mourão, os jornalistas António Esteves (RTP), Clara de Sousa (SIC) e José Gabriel Quaresma (TVI), o ‘chef’ Chakall, a Federação Portuguesa de Futebol, o FC Porto e o Benfica estão entre as personalidades e entidades que doaram artigos pessoais para leiloar.

Entre as peças a leilão é também possível licitar uma caneta Parker oferecida pela escritora Alice Vieira, um fato das marchas populares (Carla Andrino, atriz), um comando de consola (César Mourão, ator), uma camisola autografada do Wolverhampton (Fábio Silva, futebolista) e uma aguarela do escritor Valter Hugo Mãe.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário