22 Outubro 2021, 07:24

Líder do CDS-PP antecipa “consequências imprevisíveis” e pede “cartão vermelho” para Cabrita

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 30 mai 2021 (Lusa) — O presidente do CDS-PP considerou hoje que a organização da final da Liga dos Campeões “deu uma péssima imagem” de Portugal e “terá consequências imprevisíveis” na saúde pública, e pediu “cartão vermelho” para o ministro da Administração Interna.


“Eu creio que esta organização da final da Liga dos Campeões deu uma péssima imagem de Portugal e terá consequências imprevisíveis na saúde pública dos portugueses”, afirmou Francisco Rodrigues dos Santos à margem de uma visita à 55.ª Capital do Móvel, exposição patente no Pavilhão Carlos Lopes, no Parque Eduardo VII, em Lisboa.


Na ótica do líder centrista, “a responsabilidade é clara, é do Governo, porque para além de ter falhado no planeamento e na preparação, adotou um critério absolutamente contraditório e incoerente com aquilo que tem exigido aos portugueses”.


Francisco Rodrigues dos Santos considerou igualmente que “isto continua a ter um rosto do fracasso das políticas da Administração Interna do país, que é Eduardo Cabrita”.


E salientou que o ministro da Administração Interna “está constantemente fora de jogo” mas o primeiro-ministro “entende que não o deve substituir”.


“Portanto, eu acho que está na altura de os portugueses lhe exibirem um cartão vermelho, para que este ministro abandone imediatamente o Governo para que Portugal consiga ter uma cultura de respeito e que os portugueses também sejam respeitados nos sacrifícios que estão a fazer”, frisou.



FM // EL


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário