07 Outubro 2022, 06:17

Líder ultranacionalista Viktor Orban reforça poder na Hungria com mais de 53% dos votos

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Budapeste, 04 abr 2022 (Lusa) – O partido Fidesz, do líder ultranacionalista húngaro Viktor Orban, obteve mais de 53% dos votos nas eleições gerais de domingo, revelou hoje a Comissão Nacional de Eleições, resultado que reforça a sua presença e poder no Parlamento.


Quando estão contados quase 99% dos votos, o Fidesz garante 135 lugares (mais de dois terços dos assentos parlamentares), contra 56 da oposição, que obteve 35 por cento dos votos já apurados.


O líder ultranacionalista conta assim com a quarta vitória consecutiva, esta ainda mais expressiva do que nas anteriores eleições legislativas.


Este triunfo, à sombra da guerra na vizinha Ucrânia que fortaleceu a base de um primeiro-ministro que quer garantir a estabilidade, irá “incutir uma enorme confiança” no político de 58 anos, decano entre os dirigentes de Estados-membros da União Europeia (UE), disse Patrik Szicherle, do ‘think tank’ Political Capital, entrevistado hoje pela AFP.


“Agora não há necessidade de o Fidesz se desviar da sua linha”, considerou o analista, sustentando que a sua “inegável liderança” nas eleições mostra “uma enorme procura na Hungria pela política autocrática” de Orban, que transformou profundamente o seu país em doze anos de governo.


A nível internacional, Viktor Orban, que mantém fortes laços com o Kremlin e se recusa a entregar armas à Ucrânia, desviando-se da atuação dos outros membros da União Europeia, foi felicitado logo que reivindicou a vitória pelo Presidente russo, Vladimir Putin, que expressou a esperança num reforço dos laços bilaterais.


Foi também felicitado pela líder da extrema-direita francesa Marine Le Pen.


No seu discurso de vitória, Viktor Orban não deixou de atacar os “burocratas de Bruxelas” e referiu-se a “uma vitória que talvez se veja da lua e que seguramente vai ver-se desde Bruxelas”.



ANP // PDF


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário