05 Dezembro 2021, 23:06

Lista de Benitez “repudia” declarações de Luís Filipe Vieira

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 09 out 2021 (Lusa) — O mandatário da candidatura de Francisco Benitez às eleições presidenciais do Benfica, João Leite, classificou como “ponto mais triste” do ato eleitoral as declarações do anterior presidente do clube, Luís Filipe Vieira.


“Repudiamos as declarações de Luís Filipe Vieira, naquele que foi, até ao momento, o ponto mais triste deste ato eleitoral, quando dentro da assembleia de voto e no canal do clube disse que havia democracia a mais no clube. É uma declaração totalmente incompreensível e de alguém que vemos como o líder espiritual da Lista A. Consideramos é que existe democracia a menos e, por isso, independentemente do resultado desta eleição, continuará a luta pela democracia dentro do clube”, anunciou João Leite.


Na declaração que fez aos órgãos de comunicação social, o mandatário da Lista B saudou a participação recorde dos sócios no ato eleitoral, considerando que “só isso já justificou a existência de duas listas candidatas aos órgãos sociais do Benfica”.


João Leite deixou ainda elogios ao voto físico, “que conferiu outra privacidade e democraticidade ao ato eleitoral”, mas anunciou que mesmo assim a Lista B vai apresentar uma reclamação junto da Mesa da Assembleia Geral.


“Nalgumas casas, alguns delegados da nossa lista foram impedidos de exercer os seus direitos e vamos apresentar uma reclamação junto da MAG”, revelou o mandatário, que deixou o desejo de que “a contagem dos votos físicos decorra com toda a lisura e de acordo com o regulamento que foi aprovado recentemente”.


Sobre o resultado final, João Leite garantiu que Francisco Benitez vai estar presente aquando da divulgação dos resultados e ficará para a tomada de posse dos novos órgãos sociais do clube, mesmo que a sua lista não seja a vencedora.


As eleições do Benfica decorrem das 08:00 às 22:00, no Pavilhão n.º 2 do Estádio da Luz, em Lisboa, e em 24 casas do clube de norte a sul do país, sendo que os sócios residentes nos Açores, na Madeira ou no estrangeiro irão votar via ‘online’.


 


BYD // PFO


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário