15 Maio 2022, 06:55

Lucros do HSBC, maior banco da Europa, caem quase um terço

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Xangai, China, 26 abr 2022 (Lusa) — O banco HSBC, o maior da Europa, anunciou hoje lucros de 2,8 mil milhões dólares (2,6 mil milhões de euros) no primeiro trimestre de 2022, menos 27,8% do que em igual período de 2021.


As receitas caíram 4%, para 12,5 mil milhões de dólares (11,6 mil milhões de euros), indicou a empresa, sediada em Londres, nos resultados enviados à bolsa de valores de Hong Kong, onde está cotada.


O diretor executivo do HSBC, Noel Quinn, atribuiu a queda aos “impactos do mercado” nos negócios de gestão de património e a um “nível mais normal” do crédito malparado, de acordo com um comunicado.


Quinn disse sentir-se “encorajado pelo desempenho do banco no início de 2022”, apesar da redução dos lucros, e previu uma melhoria nas perspetivas para diversas áreas nos próximos trimestres.


O diretor executivo do HSBC sublinhou que todas as regiões em que o grupo atua obtiveram lucros, apesar de uma queda de 25,4% no principal mercado, a Ásia, e de 15,8% na América Latina.


Sobre as sanções impostas pela comunidade internacional à Rússia, devido à invasão da Ucrânia, Quinn disse que o HSBC Rússia “não está a aceitar novos negócios ou clientes e, portanto, está numa tendência de declínio”.


“A grande maioria dos nossos negócios na Rússia serve clientes corporativos multinacionais com sede em outros países e, como banco global, o HSBC tem a responsabilidade de ajudá-los a gerir essas circunstâncias complexas”, acrescentou.



VQ // EJ


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário