13 Maio 2022, 23:51

Macau e Hong Kong sobem taxas de juros

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Macau, China, 05 mai 2022 (Lusa) — A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) anunciou hoje uma subida em meio ponto percentual da principal taxa de juro de referência, seguindo o aumento anunciado na quarta-feira pela Reserva Federal (Fed) norte-americana.


A AMCM fixou em 1,25% a taxa de redesconto, o valor que o regulador financeiro da região chinesa cobra aos bancos por injeções de capital de curta duração, indicou em comunicado.


A AMCM disse que a subida era inevitável, porque a moeda de Macau, a pataca, está indexada ao dólar de Hong Kong, obrigando assim à “uniformização, em princípio, da evolução da política das duas regiões no âmbito da taxa de juros”.


A decisão da AMCM surgiu depois de a Autoridade Monetária de Hong Kong ter anunciado a subida em 50 pontos base da taxa de juro de referência, para 1,25%, devido ao aumento imposto pelo banco central dos EUA.


O dólar de Hong Kong está indexado ao dólar norte-americano.


Depois do anúncio, a bolsa de valores de Hong Kong começou a sessão em alta, com o principal índice, o Hang Seng, a subir 0,38% até às 14 horas (07:00 em Lisboa).


Na quarta-feira, a Fed anunciou uma subida das taxas de juro em 50 pontos base, o primeiro aumento desta dimensão desde 2000, para tentar controlar a inflação.



VQ // EJ


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário