25 Janeiro 2022, 10:11

Macau inaugura central de depósito de valores mobiliários

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Macau, China, 15 dez 2021 (Lusa) – Macau inaugurou hoje uma central de depósito de valores mobiliários, com o objetivo de desenvolver o mercado de obrigações e de consolidar a plataforma de serviços financeiros entre a China e os países lusófonos.


Presente na cerimónia, organizada pela Autoridade Monetária de Macau e pela China Central Depository & Clearing Co, o secretário para a Economia e Finanças no território afirmou que esta entrada em funcionamento “permite consolidar as bases para o desenvolvimento do mercado de obrigações de Macau e da plataforma de prestação de serviços financeiros entre a China e os países de língua portuguesa”.


Lei Wai Nong frisou ainda que o território vai conseguir responder “às necessidades manifestadas pelos emitentes do Interior da China e os investidores internacionais, no que respeita aos investimentos e financiamentos”.


A meta, observou, é a “diversificação adequada da economia de Macau”, num território com uma economia que depende praticamente em exclusivo do jogo em casino.


Em resposta à Lusa, o presidente e CEO do Banco Nacional Ultramarino (BNU), Carlos Cid Alvares, afirmou que com a chegada da central de depósito de valores mobiliários o objetivo do banco passa por “encontrar empresas que queiram emitir obrigações em Macau”.


Carlos Cid Alvares sublinhou também a “ambição de ligar este mercado aos Países de Língua Portuguesa”.


O BNU iniciou atividade em Macau em 1902 e é banco emissor de papel-moeda e agente de notas do Tesouro de Macau há mais de 100 anos, função mantida após a criação do Governo da RAEM em 1999, aquando da transferência da administração do território para a China.



MIM // VM


Lusa/Fim

Tags

Sem comentários

deixar um comentário