06 Outubro 2022, 21:59

Mali formaliza junto da CEDEAO extensão do prazo para concluir transição política

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bamako, 01 jan 2022 (Lusa) — O Governo de transição do Mali pediu hoje à Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) mais cinco anos para completar o período de transição política após o golpe militar de 2020.


A nova proposta foi comunicada em Acra pelo ministro dos Negócios Estrangeiros do Mali, Abdoulaye Diop, ao presidente em exercício da CEDEAO, o chefe de Estado do Gana, Nana Akufo-Addo.


O chefe da diplomacia do Mali explicou à televisão pública do seu país que Akufo-Addo tomou nota do seu pedido, que será analisado pelos Estados-membros da organização sub-regional africana.


Os resultados das consultas realizadas nos últimos dias no Mali entre as diferentes forças políticas e sociais do país propõem estender o período de transição entre seis meses e cinco anos.


Tal implica adiar a data das eleições marcadas para fevereiro próximo para que o país possa voltar a recuperar a legitimidade constitucional.


A data de fevereiro foi uma exigência da CEDEAO, da qual o Mali faz parte, para retirar as sanções impostas a Bamako após os dois golpes militares de agosto de 2020 e maio de 2021.


À semelhança da França, antiga potência colonial do Mali, a CEDEAO exige que Bamako respeite o período de transição estabelecido em 18 meses após o primeiro golpe de Estado, que termina em fevereiro, quando devem ser convocadas eleições presidenciais e legislativas.


Mas outros países como China, Rússia, Argélia e Marrocos apoiam a posição da junta militar e pedem que se leve em consideração a atual situação de insegurança no Mali, marcada pela atividade ‘jihadista’.


O atual Governo maliano não controla grande parte do país, particularmente o norte e o centro, onde a administração central está praticamente ausente, e os ataques realizados por diferentes grupos ‘jihadistas’ estão a aumentar.



EL (DMC) // SCA


Lusa/Fim

Tags

Sem comentários

deixar um comentário