09 Setembro 2022, 03:15

Manchester United é goleado e vive novo pesadelo com Cristiano Ronaldo a titular

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O Manchester United, com Cristiano Ronaldo a fazer o primeiro jogo da época a titular, foi ‘atropelado’ hoje na visita ao Brentford na segunda jornada da Liga inglesa de futebol, com uma derrota por 4-0.

A equipa, que teve os internacionais lusos Diogo Dalot e Bruno Fernandes também de início, vai de mal a pior, no que é a segunda derrota em dois jogos no campeonato e por números impensáveis, pelo menos na teoria.

Depois da incerteza em toda a pré-época quanto à continuidade de Cristiano Ronaldo, com o português a alegar motivos pessoais e a manifestar vontade de sair, ao segundo jogo oficial, o treinador Erik ten Hag deu-lhe a titularidade.

Cristiano Ronaldo não apresentou soluções, nem, aliás, o resto da equipa, num desempenho que fez ouvir as vozes críticas de adeptos: em relação aos proprietários do clube, mas também aos jogadores, cantando que apenas jogam pelo dinheiro.

No jogo tudo foi mau para o United, com o Brentford a ser a terceira equipa, com Tottenham (em outubro de 2020, 6-1) e Liverpool (em outubro de 2021, 5-0), a marcar quatro golos aos ‘red devils’ numa primeira parte do campeonato.

Esta foi também a segunda derrota da equipa do United no arranque da ‘Premier’, depois de há uma semana — em jogo em que Cristiano Ronaldo foi suplente utilizado -, ter perdido em casa com o Brighton, por 2-1.

No jogo de hoje, De Gea esteve mal, como quase todos, mas foi ele quem deu início ao pesadelo, no primeiro golo deixou a bola, rematada por Josh Dasilva (10 minutos) e aparentemente controlada, passar por baixo do corpo, e no segundo, de Mathias Jensen, aos 18, fez uma má escolha na reposição, para um companheiro que estava pressionado.

O 3-0 chegou por intermédio de Ben Mee, aos 30, e Bryan Mbeumo, fez o 4-0, ainda aos 35.

Os tempos não se adivinham fáceis para O United, ainda a lidar com o mercado de transferências e as indecisões no plantel, e por se preparar também para um terceiro jogo, de dificuldade acrescida, quando na terceira jornada receber o Liverpool.

Em outros jogos de hoje da segunda ronda da ‘Premier’, o campeão Manchester City, goleou o Bournemouth (4-0), e o Arsenal, venceu o Leicester (4-2), agarrarando a liderança isolada, ainda que à condição, à espera da conclusão da jornada.

Tottenham e Chelsea são equipas que também podem chegar aos seis pontos, mas apenas uma, já que se defrontam no domingo em Stamford Bridge, enquanto o Liverpool, que empatou na estreia, joga na segunda-feira em casa com o Crystal Palace.

Sem comentários

deixar um comentário