30 Setembro 2022, 01:51

Manchester United ‘marca passo’ em Inglaterra após empate com ‘aflito’ Watford

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Redação, 26 fev 2022 (Lusa) — O Manchester United, com Cristiano Ronaldo e Bruno Fernandes de início, voltou hoje a marcar passo na Liga inglesa de futebol, com mais uma exibição longe dos seus pergaminhos e um ‘nulo’ em casa com o ‘aflito’ Watford.


De futebol lento e previsível, e sem eficácia nos seus momentos de ataque, a equipa somou o oitavo empate no campeonato, totalizando mais perda de pontos (oito empates e seis derrotas) do que triunfos, em 27 jornadas.


O jogo começou com uma mensagem de paz dos jogadores das duas equipas, num protesto contra a invasão russa na Ucrânia, à semelhança do que aconteceu em outros jogos, com o futebol inglês a mobilizar-se em solidariedade com o povo ucraniano.


Um cenário semelhante no Selhurst Park, no jogo entre Crystal Palace e Burnley, com os letreiros a passarem a mensagem “estamos com a Ucrânia”, ou no Brighton-Aston Villa, em que o defesa Matty Cash homenageou o companheiro na seleção polaca Tomasz Kedziora.


“Tomasz Kiedzora e família, fica forte, meu irmão”, mostrou Cash, defesa naturalizado polaco em relação ao companheiro que joga no Dínamo Kiev.


Em Old Trafford, o Manchester United voltou a despejar um ‘balde de água fria’ sobre os seus adeptos, que não evitaram alguns assobios no final, depois de um jogo em que a equipa se mostrou incapaz frente a um adversário que luta para não descer.


Cristiano Ronaldo, que só tem um golo em 2022, e Bruno Fernandes jogaram os 90 minutos, enquanto Diogo Dalot não saiu do banco, num jogo que deixou os ‘red devils’ ainda no quarto lugar, mas muito ‘ameaçado’ pelo Arsenal.


A equipa de Manchester passou a ter 47 pontos, mas em 27 jogos, enquanto o Arsenal, que é quinto e só cumpre esta jornada em 16 de março, tem 45 pontos e menos três jogos disputados do que os ‘red devils’.


Já o Watford mantém-se em 19.º e penúltimo, com 19 pontos, a três do primeiro lugar a ‘salvo’, mas também com grande desvantagem em relação aos jogos que tem disputados (26) em comparação com os do Everton (17.º), que hoje recebe o Manchester City e tem apenas 23.


Em outros jogos da tarde na ‘Premier’, o Aston Villa chegou atrasado a Brighton, devido a um acidente na autoestrada, motivando um começo meia hora após o previsto, mas os visitantes saíram do sul de Inglaterra com uma preciosa vitória, por 2-0.


A equipa de Steven Gerrard, 12.ª no campeonato, abriu o marcador aos 17 minutos, por Cash, e dilatou por Watkins, aos 68, num jogo que lhe permitiu regressar aos triunfos, ao contrário do Brighton, 10.º, agora sem vencer há três jornadas.


Também esta tarde, o Crystal Palace (11.º) e Burnley (18.º) empataram a um golo em Londres, e o Newcastle (14.º) foi vencer por 2-0 a casa do Brentford (15.º), reduzido a 10 jogadores desde os 11 minutos por expulsão de Josh DaSilva, mas que assistiu ao regresso aos jogos oficiais de Christian Eriksen, oito meses após uma paragem cardíaca do médio dinamarquês.


A 27.ª jornada prossegue ainda hoje com o Everton, de André Gomes, a receber o campeão Manchester City, de Bernardo Silva, João Cancelo e Rúben Dias.


A Liga inglesa é liderada pelos ‘citizens’, com 63 pontos, mais três do que o Liverpool, que adiou o jogo desta ronda por defrontar no domingo o Chelsea, na final da Taça da Liga.



RPM // PFO


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário