03 Julho 2022, 16:15

Marcelo assinala Dia Internacional da Proteção Civil e reconhece trabalho de todos os agentes

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinalou hoje o Dia Internacional da Proteção Civil, reconhecendo e elogiando o trabalho de todos os seus agentes e o seu espírito colaborativo e de compromisso.

No sítio oficial da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa refere que “o conceito de Proteção Civil, diretamente associado ao valor ímpar da solidariedade, constitui-se como um dos pilares que contribui diretamente para a estabilidade, segurança e bem-estar dos portugueses, bem como da comunidade internacional”.

“O Presidente da República assinala o Dia Internacional da Proteção Civil e, em nome dos portugueses, dirige o seu reconhecimento e apreço a todos os agentes de Proteção Civil que diariamente desenvolvem ações, altamente meritórias, com a finalidade de prevenir e mitigar riscos”, enaltece.

O chefe de Estado português congratula-se ainda “pelo espírito colaborativo e de compromisso, que rege a relação entre a pluralidade de agentes, entidades e instituições” do setor e que conduz “a uma resposta, cada vez mais preparada, face a situações de emergência e de socorro”.

Sem comentários

deixar um comentário