09 Agosto 2022, 14:27

Matosinhos inaugura no sábado primeira exposição do país com realidade aumentada

Mundo Atual Administrator

A Câmara de Matosinhos vai inaugurar no próximo sábado, dia 10 de abril, a exposição «25 anos depois», em três espaços municipais, sendo esta a primeira mostra de arte em Portugal que pode ser visitada com recurso à realidade aumentada.

A autarquia informa que o visitante vai poder instalar no telemóvel ou tablet uma aplicação multimédia, desenvolvida em exclusivo para permitir “um novo olhar sobre uma seleção de obras de arte”.

“Tirando partido das novas tecnologias, entre as quais a realidade virtual e a realidade aumentada, a coleção artística ganha novas dimensões e poderá chegar a novos públicos. O visitante apenas terá que virar o ecrã para a obra e, instantaneamente, ela ganhará vida e sairá para fora dos limites da moldura, sempre acompanhada por informação áudio da obra e do artista”, pode ler-se na nota.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A exposição propõe uma retrospetiva dos últimos vinte e cinco anos de aquisições de obras de arte nos quais a autarquia de Matosinhos tem investido para enriquecer o seu acervo artístico de carácter público, tornando-a “uma das mais importantes coleções municipais a nível nacional”.

O vice-presidente e vereador da Cultura da Câmara, Fernando Rocha, que “tem estado ao leme neste último quartel de incorporações de obras de arte”, salienta que seria injusto dizer que esta coleção se afirmou apenas nestes 25 anos.

“Impulsionando toda esta dinâmica havia já um acervo considerável, fruto da visão estratégica e do trabalho de personalidades que, anteriormente, assumiram e nortearam a política cultural e artística da Autarquia. É, por isso, longa a história desta coleção municipal e estamos apenas no início”, referiu Fernando Rocha.

A mostra inclui uma centena das cerca de 450 obras incorporadas desde 1995 (incluindo a escultura pública) que podem ser encontradas no Museu da Quinta de Santiago, na Galeria Municipal e no Edifício dos Paços do Concelho.

 

 

Sem comentários

deixar um comentário