14 Maio 2022, 16:16

Mesquitas e igrejas incendiadas na Etiópia fazem recear conflito religioso

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Adis Abeba, 29 abr 2022 (Lusa) — Mesquitas e igrejas foram incendiadas no norte e sul da Etiópia na quinta-feira, dias depois de cerca de 20 muçulmanos terem sido mortos e centenas ficado feridos num ataque a um funeral em Gondar, cidade da região de Amhara.


Fontes do Departamento de Assuntos Islâmicos de Amhara anunciaram que quatro mesquitas foram incendiadas na quinta-feira nesta área do norte do país, enquanto três igrejas também foram incendiadas em Siite (sul), conforme confirmado pela Igreja Ortodoxa etíope.


As autoridades etíopes confirmaram em declarações ao canal de televisão britânico BBC que cerca de 280 pessoas foram detidas em ligação com a violência em Gondar e sublinharam que vão tomar medidas contra todos os envolvidos na disseminação da insegurança.


Antes destes ataques, na quarta-feira, Desalegn Tasew, um alto funcionário regional de Amhara, atribuiu o ataque a um grupo que acusou os muçulmanos de remover pedras de uma igreja ortodoxa perto da mesquita.


Nesse sentido, Tasew lamentou à imprensa regional que o que parecia um conflito entre indivíduos ameaça tornar-se em confronto de grupos.


Residentes muçulmanos da capital etíope, Adis Abeba, planearam concentrações hoje na praça Meskel depois de interromperem o jejum do Ramadão para protestar contra os assassínios em Gondar.


Os muçulmanos representam cerca de 34% dos 115 milhões de habitantes da Etiópia.



EL // LFS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário