14 Maio 2022, 13:01

Milhões de afegãos sem eletricidade depois de explosões em torres de transmissão

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Cabul, 30 abr 2022 (Lusa) — Milhões de pessoas em 11 províncias do Afeganistão estavam hoje privadas de eletricidade depois de duas torres de transmissão terem sido atingidas por explosões no oeste de Cabul, afirmaram autoridades.


Os cortes de energia ocorrem antes do Eid al-Fitr, o dia que marca o fim do Ramadão, mês de jejum dos muçulmanos.


Duas torres na província de Parwan foram alvo de bombas durante a noite de sexta-feira, privando de eletricidade Cabul e províncias vizinhas.


“O inimigo fez explodir duas torres de eletricidade com bombas”, disse Hekmatullah Maiwandi, porta-voz da empresa estatal de eletricidade DABS, num comunicado em vídeo citado pela agência France Presse.


Segundo o porta-voz, funcionários estavam a reparar estas torres, instaladas no topo das montanhas, e reparações temporárias serão realizadas para restabelecer parcialmente a eletricidade até hoje à noite, mas uma reparação completa das torres de transmissão só deverá ser possível dentro de duas semanas.


A polícia disse que dois suspeitos foram detidos após as explosões.


Muitos blocos de apartamentos e empresas em Cabul, que tem cerca de cinco milhões de habitantes, tinham hoje a funcionar geradores privados para garantir o fornecimento de energia.


O Afeganistão depende fortemente de importações de eletricidade do Uzbequistão e do Tajiquistão, o que torna as suas linhas de energia um alvo frequente dos insurgentes.


Durante a guerra de 20 anos entre os talibãs e o antigo Governo apoiado pelos EUA, as autoridades em Cabul acusaram regularmente os radicais islâmicos de atacar torres de transmissão.


Desde que assumiram o poder, em agosto, os talibãs têm enfrentado ataques do grupo radical Estado Islâmico.


Na sexta-feira, cerca de 10 pessoas foram mortas numa explosão que atingiu uma mesquita sunita em Cabul, após as orações.


 


RCS // HB


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário