30 Julho 2021, 18:38

Ministério das Finanças guineense paga salários, incluindo a setores em greve

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bissau, 22 jun 2021 (Lusa) — O Governo da Guiné-Bissau iniciou o pagamento dos salários do mês de junho, incluindo aos setores em greve, informou hoje em comunicado.


“O Ministério das Finanças informa que, desde segunda-feira, procedeu ao pagamento integral de salário de toda a administração pública, referente ao mês de junho de 2021, incluindo os setores ainda em greve”, lê-se na nota divulgada à comunicação social.


O Ministério das Finanças guineense tinha condicionado o pagamento de salários de maio de funcionários de vários ministérios à justificação de faltas devido à greve, que está a afetar a função pública desde dezembro.


A União Nacional dos Trabalhadores da Guiné-Bissau (UNTG) tem convocado, desde dezembro, ondas de greves gerais na função pública, para exigir do Governo, entre outras reivindicações, a exoneração de funcionários contratados sem concurso público, melhoria de condições laborais e o aumento do salário mínimo dos atuais 50.000 francos cfa (76 euros) para o dobro.


O Ministério das Finanças salientou que a partir de agora os salários da função pública vão começar a ser pagos no “âmbito de uma Comissão Interministerial Restrita para a Contenção de Despesas Obrigatórias no setor público”, criada pelo Governo.


A comissão vai controlar irregularidades nas folhas de salários e proceder ao controlo de pessoal em comissão de serviço, bem como da situação de reformados e pensionistas.



MSE // LFS


Lusa/Fim


 


 

Sem comentários

deixar um comentário