20 Outubro 2021, 08:31

Ministro quer decidir futuro da administração da IP “até ao final do ano”

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, disse hoje que pretende ter a situação da administração da Infraestruturas de Portugal (IP), em fim de mandato, resolvida “até ao final do ano”.

Questionado pela agência Lusa a bordo da Train Summit – Green deal e Descarbonização, à chegada à estação ferroviária de Campanhã, no Porto, sobre quando esperava ter a situação da administração da IP resolvida, Pedro Nuno Santos respondeu apenas “até ao final do ano”.

A IP, atualmente liderada por António Laranjo, que foi reconduzido no cargo em 2018, depois de substituir António Ramalho em 2016, tem a administração em final de mandato.

Durante a Train Summit, que decorreu hoje numa carruagem especial integrada num serviço Intercidades Lisboa-Porto, pela IP falaram o vice-presidente Carlos Fernandes e ainda Francisco Cardoso dos Reis.

António Laranjo esteve integrado na comitiva de hoje, mas não participou nas sessões da conferência moderada pelo gestor e professor universitário António Costa Silva.

A Train Summit decorreu hoje entre as estações de Lisboa – Santa Apolónia e Porto – Campanhã, e contou com a presença de responsáveis da CP – Comboios de Portugal, Infraestruturas de Portugal, Fertagus, Medway, Takargo.

Estiveram também presentes o presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Nuno Lacasta, o presidente da associação ambientalista Zero, Francisco Ferreira, o presidente da Plataforma Ferroviária Portuguesa, Joaquim Guerra, e o secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro.

Sem comentários

deixar um comentário