20 Janeiro 2022, 11:48

MNE guineense diz que China e Guiné-Bissau reforçam cooperação

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bissau, 02 dez 2021 (Lusa) — A ministra dos Negócios Estrangeiros (MNE) da Guiné-Bissau, Suzi Barbosa, disse hoje que a Guiné-Bissau reforçou a cooperação com as autoridades chinesas no fórum que decorreu em Dacar, no Senegal.


 “Conseguimos para a Guiné-Bissau mais projetos de cooperação, não só reforçar os existentes, mas, sobretudo, novos projetos para infraestruturas, mais materiais para os nossos hospitais, mais medicamentos, mais apoios na área saúde, a China está disposta a fazê-lo e prometeram-nos que nos próximos dias vamos ter esses sinais”, afirmou Suzi Barbosa.


A chefe da diplomacia guineense falava aos jornalistas no aeroporto internacional Osvaldo Vieira, momentos após ter chegado do Senegal, onde participou no Fórum de Cooperação China-África.


“Vamos ter também novas infraestruturas, novas instituições que vão ser construídas pela China no âmbito da cooperação sul-sul e da cooperação bilateral e sobretudo uma grande vontade política de cooperar com a Guiné-Bissau”, salientou.


A ministra revelou também que as autoridades chinesas pretendem aumentar as bolsas de estudo a atribuir aos estudantes guineenses e que estão a preparar o regresso ao país dos estudantes, que já estudam na China, mas que regressaram a Bissau por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus.


Segundo uma nota informativa do Ministério dos Negócios Estrangeiros, a China vai reforçar o material hospitalar do Hospital Militar e disponibilizar mais equipamentos para o combate à covid-19.


Aparelhos ‘scanner’ para as alfândegas e o envio de agrónomos e materiais agrícolas para reforço da capacidade de produção do país, são outros dos apoios que a China vai dar à Guiné-Bissau.



MSE // LFS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário