04 Dezembro 2021, 23:41

Moçambique anuncia défice para época chuvosa que pode afetar 1,5 milhões

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Maputo, 18 out 2021 (Lusa) – Moçambique tem um défice de 6,7 mil milhões de meticais (90 milhões de euros) para enfrentar a época das chuvas, que poderá afetar 1,5 milhões de pessoas, anunciou hoje a diretora do Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD).


“Temos consciência de que teremos de envolver um maior número de parceiros” nacionais e internacionais para “dar maior resposta ao défice”, referiu aquela responsável em relação ao buraco no orçamento que todos os anos existe.


O plano 2021/22 tem um orçamento de 10 mil milhões de meticais (133 milhões de euros), face a 7,2 mil milhões de meticais do plano da última época (equivalente na altura a 83 milhões de euros).


O défice deste ano é também maior que o apresentado há um ano e que rondava 6,4 mil milhões de meticais (equivalente na altura a 74 milhões de euros).


Luísa Meque falava hoje em Maputo durante uma reunião de apresentação do plano de contingência para a época chuvosa que vai de outubro a março e que pretende acautelar apoios básicos ao nível da saúde e alimentação, mas também para resgate e reposição de acessibilidades.


Durante a época das chuvas, Moçambique está tradicionalmente na rota de tempestades e ciclones com origem no oceano Índico, cenário agravado pelo facto de ainda haver muitas comunidades a viver junto de terrenos férteis em zonas de cheia.


“Estimamos em torno de 1,5 milhões de pessoas, aquelas que podem ser atingidas por ciclones e inundações” na época que agora se inicia, detalhou.


Em termos de meios disponíveis de épocas anteriores, Luísa Meque destacou a existência de barcos para busca e resgate, bem como de pontes metálicas nalguns pontos do país.



LFO // PJA


Lusa/fim


 

Sem comentários

deixar um comentário