29 Junho 2022, 23:00

MotoGP/Portugal: Johann Zarco surpreendido por ter conseguido ‘pole position’

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Portimão, Faro, 23 abr 2022 (Lusa) — O piloto francês Johann Zarco (Ducati) mostrou-se “surpreendido” por ter conseguido hoje a ‘pole position’ para o Grande Prémio de Portugal de MotoGP, quinta prova do Mundial de Velocidade em motociclismo.


O gaulês conseguiu estabelecer o melhor tempo já nos últimos segundos da qualificação, já com a pista completamente seca depois da chuva que caiu durante toda a manhã.


“Estou muito feliz. Não esperava este resultado, face às condições difíceis da pista, que tinha muitas poças [de água]. Analisei a Q1 [primeira sessão de qualificação] das boxes e só na última [segunda sessão] é que foi possível usar pneus ‘slicks’ [lisos]”, explicou, em conferência de imprensa.


O piloto da Ducati admitiu que “não esperava uma volta tão boa, porque eram condições difíceis” e não havia certezas quanto aos pneus a usar.


Johann Zarco explicou que o “feeling” com a mota “está a melhorar”.


“Com chuva gostei da mota, porque sou competitivo. Mas é mais difícil ter este ritmo com seco, porque temos de puxar mais. Foi por isso que fiquei surpreso por ser tão competitivo na qualificação”, explicou.


O piloto gaulês, de 31 anos, é um dos mais experientes do pelotão e hoje admitiu que essa experiência “ajudou” a perceber “a temperatura dos pneus”.


“Somos menos surpreendidos quando os pneus não estão à temperatura ideal”, disse Zarco, considerando que hoje as condições da pista estavam “mesmo difíceis”, especialmente “na Q1”, pelo que “foi muito importante ter conseguido ir diretamente à Q2”.


Apesar de o histórico do circuito português apontar para uma vitória do autor da ‘pole’ (aconteceu em 2020 com Miguel Oliveira e em 2021 com Fábio Quartararo e Francesco Bagnaia [este no GP do Algarve]), Johann Zarco diz que “não vale a pena sonhar muito alto”.


“Para mim, sair da pole não garante a vitória. Mas ajuda a criar confiança”, admitiu, até por permitir “sair mais à frente” e evitar “ser mais atacado” logo no início.


Por isso, espera “fazer a melhor corrida possível”, até porque tem perspetiva de renovar com a equipa Pramac e uma vitória poderia ajudar.


“Ainda é cedo para falar de 2023. Tenho de provar com resultados, lutar pelos pódios e conseguir uma vitória, que pode ser amanhã. O objetivo é ficar na Pramac, pois a relação com a equipa é muito boa”, frisou.


 


AGYR // MO


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário