03 Dezembro 2021, 03:25

Mourinho sofreu pela primeira vez seis golos como treinador, ao jogo 1.008

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O português José Mourinho sofreu hoje, ao comando da Roma, perante o ‘desconhecido’ Bodo/Glimt, a sua primeira derrota com seis golos sofridos e a segunda por cinco de diferença, após a inesquecível ‘manita’ de Nou Camp.

Em Bodo, na Noruega, num relvado sintético, Erik Botheim (08 e 52 minutos), Patrick Berg (20), Ola Solbakken (71 e 80), Amahl Pellegrino (78) ‘escreveram’ o maior desaire de sempre do técnico luso, que cumpriu o jogo 1.008 como técnico principal.

Carles Pérez marcou, aos 28 minutos, o tento que não salvou a ‘honra’ da equipa orientada por Mourinho, que, a perder por 2-1 ao intervalo, começou a colocar os ‘pesos pesados’, mas se meteu cinco, a ‘resposta’ foram quatro golos sofridos.

O Bodo/Glimt, que apenas se estreou nas taças europeias em 1976/77 e está a disputar pela primeira vez na história uma fase de grupos, conseguiu, assim, o que só o FC Barcelona, de Guardiola e Messi, tinha conseguido – bater Mourinho por cinco golos.

Em 29 de novembro de 2010, em encontro da 13.ª jornada da edição 2010/11 da Liga espanhola, os catalães golearam o Real Madrid, de Mourinho e Cristiano Ronaldo, por 5-0, com golos de Xavi, Pedro Rodríguez, David Villa, que ‘bisou’, e Jeffren, autor do último golo, em ‘cima’ da hora, e posteriormente jogador do Sporting.

Numa noite de ‘massacre’ dos catalães, Messi atirou uma vez ao ‘ferro’ da baliza de Casillas e fez as assistências para os tentos de Villa, e nem faltou um vermelho direto a Sergio Ramos, após entrada a ‘matar’ sobre o argentino.

Antes dessa noite, Mourinho nunca havia perdido por cinco golos e, depois disso, em mais de 10 anos, só por uma vez tinha perdido por mais de três, quando, em 23 de outubro de 2016, caiu por 4-0 no reduto do Chelsea, ao comando do Manchester United.

Na ronda 9 da Premier Legue 2016/17, os ‘blues’ quase repetiram o feito do ‘Barça’ num dos regressos de Mourinho a Stamford Bridge, num jogo em que Pedro Rodríguez voltou a faturar e também marcaram Cahill, Eden Hazard e N’Golo Kanté.

Em 01 de janeiro de 2015, então pelo Chelsea, Mourinho também sofreu cinco golos, mas marcou três, face ao Tottenham (3-5), na ronda 20 da Liga inglesa de 2014/15.

Desta vez, não foi um ‘grande’, mas o modesto Bodo/Glimt, que se tornou a primeira equipa a marcar seis golos a um conjunto comandado pelo treinador português, um mês e nove dias depois do milésimo jogo do ‘special one’.

– Os desaires mais pesados de José Mourinho como treinador principal:

CINCO GOLOS
2021/2022 (Roma)
21/10/2021 LCE/FG3 Bodo/Glimt, Nor (F), 1-6

2010/2011 (Real Madrid)
29/11/2010 LE/13 FC Barcelona (F), 0-5

QUATRO GOLOS
2016/17 (Manchester United)
23/10/2016 PL/9 Chelsea (F), 0-4

 

Sem comentários

deixar um comentário