06 Dezembro 2022, 20:49

Portugal quer “entrar bem” na qualificação para o Euro2024 de andebol

mundoatual AdministratorKeymaster

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O selecionador nacional de andebol, Paulo Pereira, afirmou hoje que Portugal está a preparar o jogo com a Turquia “com a máxima seriedade possível”, para “entrar bem” na qualificação para o Euro2024, a disputar na Alemanha.

Em declarações aos canais de comunicação da Federação de Andebol de Portugal (FAP), Paulo Pereira considerou que a seleção não pode “ter outro tipo de postura” e que, teorias à parte, “o que conta é a parte prática”.

“Tudo pode ter um enquadramento teórico, mas, o que conta é sempre a parte prática. Portanto, não há ilusões, fazes bem, tens um bom resultado. Não fazes bem, tens um mau resultado, seja com quem for”, defendeu o selecionador.

Portugal vai disputar as duas primeiras rondas de qualificação para o Euro2024, a decorrer na Alemanha, contra a Turquia e o Luxemburgo, respetivamente na quinta-feira, em Matosinhos, e no domingo (fora).

“A Turquia é uma seleção que tem vindo sempre a evoluir, que está a trabalhar como nós trabalhámos durante muitos anos para chegar onde estamos agora”, adiantou Paulo Pereira.

Portugal não encontra a seleção turca desde o ‘play-off’ para o campeonato do Mundo de 2013 e, na altura, os dois jogos acabaram por sorrir aos lusos.

“Realmente não temos muita informação atual, só temos uma informação dos jogos que eles fizeram em janeiro com o Chipre, que também é uma seleção média baixa a nível europeu, portanto, é difícil conseguimos ter uma informação eficiente para depois podermos tomar as melhores decisões”, disse.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Paulo Pereira espera uma seleção turca que, do ponto de vista ofensivo, irá procurar a finalização aos seis metros, com bons pontas, que partem muito bem para o contra-ataque, e a procurar fazer golos em transição ofensiva.

“Em termos defensivos, a não ser que queiram arriscar algo, mas, normalmente, aquilo que têm vindo a defender é o sistema 6:0, por vezes ativo, mas não sei se eles vão tentar algo mais do que isto. Oxalá tudo corra normalmente, como estamos à espera, com a nossa vitória”, concluiu.

Nestas duas primeiras rondas do Grupo 1, que inclui ainda a Macedónia do Norte, Portugal defronta na quinta-feira a Turquia, pelas 19:30, em Matosinhos, e posteriormente, no domingo, o Luxemburgo (fora).

Tags

Sem comentários

deixar um comentário