03 Dezembro 2021, 01:01

Mundial2022: Fernando Santos diz que Portugal tem de encarar todos os jogos como finais

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O selecionador português de futebol considerou hoje que a equipa das ‘quinas’ tem de encarar como “finais” todos os jogos de apuramento para o Mundial2022, deixando claro que “não se pode dar nada como adquirido”.

“Num grupo só com oito jogos, cada jogo é uma final e temos de os encarar como tal. Obviamente, reconhecemos a condição de favorito com o Azerbaijão, mas se não estivermos focados, não respeitarmos o adversário e não metermos as nossas mais valias físicas, técnicas e mentais, podemos ter problemas”, alertou Fernando Santos, durante a conferência de imprensa de antevisão ao desafio de quarta-feira, em Turim, Itália.

Para Fernando Santos, “os pontos ganham-se em campo” e, para que tal aconteça, garantiu ter “confiança absoluta nos jogadores e na sua disponibilidade”.

Apesar de Portugal ser uma das seleções favoritas e candidatas a garantir o apuramento para a fase final Campeonato do Mundo, o selecionador luso afirmou que a equipa “não pode dar nada como adquirido”, sendo que esta inédita tripla jornada poderá exigir mais aos atletas.

“Para se poder chegar às fases finais, concretizar o objetivo que todos desejamos, temos de lá estar, nas fases finais. Não podemos dar como adquirido, há que ter foco total nos jogos de apuramento. Normalmente, só jogamos dois jogos em cada janela e a disponibilidade física dos jogadores é sempre diferente. Eles não têm de dar mais, não podem é dar menos”, argumentou Fernando Santos.

Sobre o jogo do arranque da qualificação, contra o conjunto azeri, o técnico recusou “alterar dinâmicas, pois seria um erro crasso”, acreditando que o adversário “vai jogar em 35 ou 40 metros” e apostar em “lances de bola parada e de contra-ataque”.

A ausência do lesionado defesa Pepe “não pode estar no pensamento” da equipa, que já soube dar boas respostas, em outras alturas, sem um dos habituais titulares da seleção.

“Não podemos, nem devemos pensar nisso. Não escondemos a sua mais-valia e o que representa ao nível da seleção. Em algumas ocasiões não esteve e a equipa respondeu bem. Só fazem falta os que cá estão, é com esses que conto”, concluiu.

Durante a conferência de imprensa, Fernando Santos confirmou que o defesa Raphaël Guerreiro, que já tinha falhado o derradeiro treino de Portugal, na manhã de hoje, não está em condições físicas e foi dispensado, mas não quis alongar-se sobre quem poderá ocupar a vaga no lado esquerdo da defesa, frente aos azeris.

A seleção portuguesa estreia-se no Grupo A de apuramento para o Mundial2022 na quarta-feira, com a receção ao Azerbaijão, que foi deslocalizada do Estádio José Alvalade, em Lisboa, para Turim, devido à pandemia de covid-19.

Depois do embate com os azeris, Portugal cumpre fora os outros dois jogos da ronda tripla de apuramento, defrontando a Sérvia, em Belgrado, no sábado, e o Luxemburgo, na Cidade do Luxemburgo, três dias depois. Os três jogos começam às 19:45 (hora de Lisboa).

Para garantir a oitava participação – sexta consecutiva – no Mundial, cuja edição de 2022 se realiza entre 21 de novembro e 18 de dezembro, no Qatar, Portugal precisa de vencer o agrupamento, sendo que o segundo classificado jogará um ‘play-off’ de acesso à fase final.

 

Sem comentários

deixar um comentário