24 Dezembro 2022, 21:57

Município de Gaia preparado para ensino à distância

Andreia Cavaleiro AdministratorBlocked

Foto: Pedro Trindade (Mundo Atual)

Temos tido uma capacidade constante para responder aos desafios que nos são colocados de forma célere e eficaz.

O concelho de Gaia está “preparadíssimo” para o ensino à distância. A garantia é dada, ao Mundo Atual, pela Vereadora da Educação.

Tendo em conta as recentes declarações do Primeiro-Ministro acerca da forte possibilidade de os alunos não poderem regressar às escolas, após a interrupção de 15 dias, o município já tomou medidas para que nada falte aos alunos gaienses.

“Temos estado, em colaboração com os agrupamentos de escolas, a fazer o levantamento das necessidades dos alunos ao nível de equipamentos informáticos e de acesso à internet”, começa por revelar Marina Mendes, acrescentando: “No ano passado emprestamos 1400 computadores que, entretanto já foram levantados e estão aptos para voltarem para casa dos alunos que deles necessitem”.

Esta medida abrange os alunos do ensino básico, mas a vereadora avança que “caso seja necessário nenhuma criança ou jovem ficará sem acesso às aulas” já que a autarquia mantém “contacto regular com as escolas” no sentido de “ajudar no que for necessário”.

“Temos tido uma capacidade constante para responder aos desafios que nos são colocados de forma célere e eficaz”, defende Marina Mendes.

O concelho tem feito, em parceria com as escolas, e à semelhança do que já tinha acontecido no ano passado, a distribuição, e posterior recolha, de fichas de trabalho em casa dos alunos.

Estão também em funcionamento as escolas de acolhimento em horário alargado, das 7h30 às 19h30, para filhos dos profissionais de serviços essenciais e que os programas Gaia Aprende + e Gaia Aprende +(i) estão a funcionar em pleno, desde a passada segunda-feira, em formato online.

Marina Mendes revela ainda que a autarquia está a fornecer cerca de 400 refeições diárias não só a alunos carenciados como também a pessoas em situações de vulnerabilidade.

“Garantimos as refeições em regime de takeaway aos alunos abrangidos pelo Escalão A, mas alargamos o apoio a algumas pessoas sinalizadas pelas Juntas de Freguesia que, por vários motivos, não têm acesso às mesmas”, indicou.

 

 

Sem comentários

deixar um comentário