07 Dezembro 2021, 00:13

Museu da Moda e dos Têxteis abre hoje no WOW em Gaia

mundoatual AdministratorKeymaster

O WOW, quarteirão cultural de Gaia, abre hoje o Museu da Moda e dos Têxteis, de forma a “reforçar a importância da indústria têxtil na zona Norte de Portugal e para contar a história da moda de autor”.

“O museu é uma homenagem à arte de bem-fazer nas áreas da moda, calçado e filigrana. Reforça a importância da indústria têxtil na zona Norte do País e cose as linhas dos principais criadores nacionais”, revelou a organização, referindo também que para a sua implementação contou com a ajuda de diversas entidades, empresas e designers nacionais.

No primeiro piso, será possível conhecer ou relembrar os momentos cronológicos mais relevantes da história da indústria têxtil portuguesa, desde o século XVI até à atualidade.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



“Para esta viagem no tempo, contribui o relevante espólio da Riopele, da Tintex e da Têxteis Manuel Gonçalves. O visitante pode aprender mais, através de uma série de montras, sobre os processos de fiação, debuxo, tecelagem, tinturaria, etc. Ainda neste piso, há espaço para a exibição de uma curta-metragem sobre a indústria têxtil”, pode ler-se no comunicado do WOW.

Já o segundo piso, dará palco à filigrana, ao calçado feminino e masculino, com Luís Onofre e Carlos Santos e à moda de autor nacional.

“Será possível ver modelos dos pioneiros como Eduarda Abbondanza e Mário Matos Ribeiro, Ana Salazar, José António Tenente, João Tomé e Francisco Pontes ou Manuela Gonçalves, aos consagrados Miguel Vieira, Luís Buchinho, Nuno Baltazar, Fátima Lopes, Maria Gambina, Filipe Faísca, Luís Carvalho, Anabela Baldaque, Diogo Miranda, Hugo Costa, Alexandra Moura, Ricardo Preto e Carlos Gil. A passerelle de talentos acolhe também os designers emergentes descobertos através das plataformas Bloom do Portugal Fashion e Sangue Novo da Moda Lisboa”, informa a organização.

Os bilhetes têm um custo 15 euros e podem ser comprados no site do WOW. O museu abre diariamente, das 12 às 20 horas à semana e das 10 às 20 horas ao fim-de-semana.

Sem comentários

deixar um comentário