09 Setembro 2022, 11:26

Óbito/Chalana: Paulo Futre lastima perda da “maior referência e inspiração”

© Paulo Futre
mundoatual AdministratorKeymaster

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O antigo futebolista internacional Paulo Futre lastimou hoje a perda da sua “maior referência e inspiração”, no dia da morte de Chalana, através de uma publicação nas suas redes sociais na Internet.

“O meu grande ídolo, Fernando Chalana, faleceu hoje. O pequeno grande génio. Sempre será a minha maior referência e inspiração. Os meus mais sinceros pêsames para a família. Até sempre Mito”, escreveu o ex-jogador que representou Sporting, FC Porto e Benfica, além de Atlético de Madrid e AC Milan, entre outros clubes estrangeiros.

Com início da formação no Barreirense, Chalana chegou ao Benfica em 1974/75, ainda com idade de júnior e mudou-se em 1984/85 para o Bordéus, clube no qual esteve três anos antes de regressar às ‘águias’, terminando a carreira com uma época no Belenenses (1990/91) e outra no Estrela da Amadora (1991/92).

Chalana estreou-se pela equipa principal dos ‘encarnados’ em 07 de março de 1976, então com apenas 17 anos e 25 dias, na altura o mais jovem a estrear-se na I divisão.

Ao serviço da seleção, ‘Chalanix’ fez parte da equipa que chegou às meias-finais do Euro84, sendo eleito mesmo para a equipa do torneio. Com a camisola ‘das quinas’, foi internacional por 27 vezes, com dois golos marcados, entre 1976 e 1988.

Após o final da carreira, Chalana esteve vários anos ligados à formação do Benfica e chegou mesmo a assumir o comando técnico da equipa principal das ‘águias’ em duas ocasiões, em 2002/03 e em 2007/08.

Na primeira passagem, esteve apenas um encontro aos comandos das ‘águias’, substituindo Jesualdo Ferreira antes do regresso de Toni, enquanto em 2007/08 fez os dois últimos jogos, numa temporada em que Fernando Santos começou no banco e foi substituído por José Antonio Camacho.

Sem comentários

deixar um comentário