14 Maio 2022, 22:06

OE2022: Costa admite subir investimento na Defesa para 1,89% do PIB em 2024 se conseguir fundos europeus

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 28 abr 2022 (Lusa) – O primeiro-ministro antecipou hoje que o investimento na área da Defesa pode ultrapassar o compromisso assumido com a NATO e chegar a 1,89% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2024, se Portugal conseguir mobilizar os necessários fundos europeus.


“Estamos neste momento, segundo o relatório da NATO, em 1,55% e assumimos o compromisso, se conseguíssemos mobilizar os necessários fundos europeus, chegarmos a 1,89% em 2024, e temos vindo a fazer essa trajetória ano após ano”, disse António Costa, em resposta ao líder do Chega, André Ventura, durante o debate na generalidade da proposta de Orçamento de Estado para 2022.


Ventura perguntou se o Governo vai aumentar as verbas destinadas à defesa, como pediu o Presidente da República no discurso no 25 de Abril, tendo António Costa respondido que Portugal é dos países que mais está a investir.


André Ventura considerou que o Governo “ouviu um puxão de orelhas” do Presidente da República, que “disse que os gastos da defesa eram para ser levados a sério”.


E questionou se “vai ou não o PS na especialidade aumentar os valores previstos para a defesa”, defendendo que “é preciso mesmo honrar as Forças Armadas, a Defesa Nacional e o sistema de Defesa Nacional”.


Na resposta, António Costa salientou que em 2018 assinou “o compromisso junto da NATO da evolução da despesa em percentagem do PIB para a Defesa Nacional”, fixando em 1,69% até 2024, admitindo depois que esse valor poderá subir para 1,89%, em 2024, se Portugal conseguir mobilizar os fundos europeus necessários.


O primeiro-ministro salientou também que “com exceção da Grécia, da França e da generalidade dos países de leste, Portugal é dos países da União Europeia daqueles que mais já estão neste momento a investir em matéria de defesa em percentagem do seu PIB”.



FM // JPS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário