15 Maio 2022, 00:26

Operadora de jogo de Macau Sands China com prejuízo de 319 ME no primeiro trimestre

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Macau, China, 28 abr 2022 (Lusa) – A operadora de jogo em Macau Sands China anunciou hoje um prejuízo de 336 milhões de dólares (319 milhões de euros) no primeiro trimestre deste ano.


O desempenho da Sands China nos primeiros três meses de 2022 é pior do que o do trimestre anterior e daquele verificado em igual período do ano passado.


No último trimestre de 2021, a operadora de jogo em casino de maioria de capital norte-americano contabilizara perdas de 245 milhões de dólares (233 milhões de euros). E nos primeiros três meses de 2021 anunciara um prejuízo de 213 milhões de dólares (202 milhões de euros).


No ano passado, a Sands China registou um prejuízo de 1,05 mil milhões de dólares (mil milhões de euros).


A economia de Macau, fortemente dependente dos casinos e do turismo chinês, sofreu uma redução significativa de visitantes, com os casinos a terminarem 2021 com receitas de 86,8 mil milhões de patacas (10,15 mil milhões de euros), uma quebra de 70,3% em relação a 2019, antes da pandemia.


Capital mundial do jogo, Macau é o único local na China onde o jogo em casino é legal.


Operam no território três concessionárias, Sociedade de Jogos de Macau, fundada pelo magnata Stanley Ho, Galaxy, Wynn, e três subconcessionárias, MGM, Venetian e Melco.


As licenças de jogo vão expirar no final do ano. O processo de renovação será feito após aprovada a reforma da lei, a maior dos últimos vinte anos, que deverá incluir uma redução do período de licenciamento para dez anos e requisitos de dupla nacionalidade para os diretores.



JMC // VQ


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário