18 Setembro 2022, 15:35

Paços de Ferreira vence Tondela e alcança Benfica no quarto lugar

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O Paços de Ferreira venceu ontem na receção ao Tondela, por 2-1, continuando invencível em 2021, e termina a primeira volta da I Liga de futebol em igualdade com o Benfica, no quarto lugar.

Douglas Tanque adiantou o Paços, aos dois minutos, o Tondela ainda conseguiu chegar ao empate, por João Pedro, aos 66, na transformação de uma grande penalidade, mas João Pedro, este do Paços de Ferreira, aos 85, devolveu a vantagem aos pacenses, fixando o resultado final.

Com este triunfo, o sexto consecutivo no campeonato, marca nunca tinha sido conseguida na Capital do Móvel, o Paços igualou o Benfica, que empatou na receção ao Vitória de Guimarães (0-0), no quarto lugar, com 34 pontos, enquanto o Tondela fecha a primeira volta no 10.º lugar, com 18.

O Paços entrou praticamente a ganhar, graças a um lançamento em profundidade de Marcelo, de regresso à titularidade, para Luther Singh assistir com um passe atrasado o goleador Douglas Tanque, que rematou de primeira e na passada, batendo Niasse, um guarda-redes sem grande trabalho no primeiro tempo.

A vantagem deu ainda mais confiança aos pacenses, hoje sem o castigado Stephen Eustáquio, e, por opção, Marco Baixinho e Pedro Rebocho, equipa que ameaçou o segundo golo aos 13 minutos, num lance que diferiu apenas na pontaria de Bruno Costa.

A partir daí, num misto de estratégia pacense e reação dos beirões, o Tondela conseguiu ter mais bola e tentou algumas aproximações, a partir de algumas recuperações no meio-campo contrário, mas só por uma vez, aos 17 minutos, conseguiu incomodar Jordi, numa jogada finalizada por Salvador Agra.

Com as duas equipas encaixadas, o jogo perdeu alguma intensidade e ficou mais longe das duas balizas, num registo que se manteve até ao empate, conseguido por João Pedro, aos 66 minutos, na transformação de uma grande penalidade, a castigar uma mão na área pacense, na primeira intervenção no encontro de Pedro Rebocho.

A igualdade resultou de um lance fortuito e obrigou o Paços a descolar do ritmo mais baixo que vinha adotando no encontro, também por algum cansaço dos últimos jogos, acabando por ser premiado nos minutos finais, em lance parecido ao tento inaugural, numa triangulação envolvendo Hélder Ferreira e Fernando Fonseca¸ que fez a assistência para João Pedro, na pequena área, bater Niasse pela segunda vez.

 

Sem comentários

deixar um comentário