06 Fevereiro 2023, 12:10

Pelo menos 13 feridos a tiro no metro de Nova Iorque

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

Pelo menos 13 pessoas foram hoje feridas a tiro no metropolitano de Nova Iorque, na zona de Brooklyn, e detetados “explosivos não detonados”, indicou um porta-voz dos bombeiros à agência noticiosa AFP.

Um importante dispositivo de segurança foi de imediato instalado junto ao cruzamento da rua 36 e a 4ª avenida de Brooklyn, onde ocorreu o incidente.

“Às 08h27 (13h27 em Lisboa), a polícia recebeu uma chamada de urgência de uma pessoa que foi atingida por uma bala, no metro” em Brooklyn, confirmou posteriormente à AFP um porta-voz da polícia de Nova Iorque, que pediu à população para evitar a zona.

A polícia referiu ainda estar à procura de um homem com um colete laranja, como os usados na construção civil, e uma máscara de gás, e apontado como o principal suspeito do tiroteio no metro.

Segundo diversos media locais, o suspeito foi descrito como um homem negro com cerca de 1,65 de altura e 80 quilos de peso, apesar de ainda não existir confirmação oficial.

O presidente norte-americano, Joe Biden, que anunciou novas medidas contra as armas na segunda-feira, foi informado do tiroteio e a Casa Branca ofereceu assistência às autoridades em Nova York, disse a porta-voz do executivo, Jen Psaki.

Sem comentários

deixar um comentário