05 Julho 2022, 02:11

PJ de Setúbal deteve três suspeitos da morte de menina vítima de maus-tratos

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de três pessoas suspeitas dos crimes de rapto, extorsão, ofensas à integridade física e homicídio qualificado, na sequência das investigações à morte de uma menina de três anos em Setúbal.

Em comunicado, a Polícia Judiciária refere apenas que deteve um homem de 58 anos, e duas mulheres de 52 e 27 anos, por sobre eles recaírem fortes indícios da prática dos crimes de homicídio qualificado, ofensas à integridade física grave, rapto e extorsão.

Segundo revelou aos jornalistas Rosa Tomás, a avó da menina que morreu, os sinais de maus tratos já seriam evidentes quando a mãe foi buscar a criança a casa da ama, na passada segunda-feira de manhã, mas só algumas horas mais tarde a família terá alertado as autoridades, que mobilizaram para o local uma equipa de emergência médica do Centro Hospitalar de Setúbal.

A criança foi assistida na casa da mãe e transportada ao Hospital de São Bernardo, onde foi sujeita a manobras de reanimação, mas não sobreviveu aos ferimentos.

De acordo com a mãe da criança, a menina terá estado cinco dias ao cuidado de uma ama.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário